Historia da industria automotiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2170 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
HISTÓRIA DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA
E PROJETO CARS

Alexandre Mayer Neto

Professor-Daniel Jeziorny
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Tecnólogo em Processos Gerenciais (EMD0129) – Prática do Módulo I
09/06/2011

RESUMO

Neste paper vamos tratar sobre o inicio da industria no Brasil, no qual é dividido em três fases e também o projeto CARS que consiste em uma avaliaçãoda plataforma tecnológica das industrias no estado do Rio Grande do Sul feita nos anos de 1998,1999,2000, visando a preparação da industria automotiva gaucha para a instalação do complexo da GM em Gravataí, mostrando um perfil detalhado das empresas no cenário do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave: Industria Automotiva.

1 INTRODUÇÃO

Este artigo trata das três fases daindústria automotiva no Brasil

Primeira fase: implantação,

Segunda fase: reorganização estrutural

Terceira fase: enfrentamento da crise interna

Na segunda parte do artigo é tratado o projeto CARS que antecede a chegada de novos investimentos no setor automotivo gaucho, mostrando as dificuldades que as empresas gauchas enfrentariam para se adaptar a chegada da GM ao estado do RioGrande do Sul.

2 DESENVOLVIMENTO

A INDÚSTRIA AUTOMOTIVA NO BRASIL

Conforme GUIMARÃES (1982), na segunda metade da década de 50, em meio ao processo de internacionalização das indústrias mundiais de veículos, a política do governo brasileiro, voltada à atração de capital estrangeiro, trouxe a indústria automobilística para o Brasil. Esta indústria instalou-se no paísprecisamente em 1956, também impulsionado pelo baixo custo da mão-de-obra brasileira, que proporcionava certa vantagem comparativa em relação às demais indústrias situadas nos países desenvolvidos.

As primeiras montadoras multinacionais a se instalarem no Brasil foram a General Motors, Volkswagem e a Ford. Essas empresas dominaram o setor industrial automotivo sem grandes dificuldades, umavez que não havia competitividade por parte das empresas nacionais existentes na época, tais como a Vemag e a Fábrica Nacional de Motores (FNM).
A preocupação das empresas multinacionais com a modernização tecnológica surgiu no fim da década de 70 e início dos anos 80, com a chamada “revolução microeletrônica” (que eliminou a vantagem comparativa do baixo custo da mão-de-obra) e a crise domercado interno brasileiro. Tais fatores levaram a indústria a redirecionar suas atividades para o mercado externo e, conseqüentemente, a se modernizar, pois a condição de sobrevivência no mercado mundial dependia da competitividade.
Observam-se três fases ao longo da trajetória histórica da indústria automotiva brasileira (GUIMARÃES, 1982 e 1989):

Primeira Fase: compreendeo período de implantação da indústria (1956-67), quando as montadoras multinacionais Ford e GM começam a produzir automóveis no Brasil juntamente com empresas nacionais;

Segunda Fase: corresponde ao período de reorganização estrutural da indústria (1968-80), cujo resultado é a absorção das montadoras nacionais pelas multinacionais, configurando seu atual caráter oligopolista;Terceira Fase: compreende toda a década de 80 e início dos anos 90, período em que a
Indústria automotiva nacional, bem como toda economia brasileira, é afetada
Severamente por uma crise interna sem precedentes, cuja recuperação só ocorre através
Do redirecionamento da produção para o mercado externo.

Dentre as três fases, a mais importante é a terceira, pois atéentão a indústria não havia sentido necessidade de mudar sua base técnica (eletromecânica) para a microeletrônica fato que decorre do excelente comportamento de seus principais indicadores durante
As duas fases anteriores.

No início da década de 80, a indústria automotiva nacional, afetada severamente pelas crises interna e mundial, apresentou queda substancial na produção,...
tracking img