Historia da etica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2024 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Com o crescimento acelerado da biomedicina e da tecnologia empregada para avanços médicos com a preocupação de tornar a vida humana cada vez mais duradoura, em muito ouve-se falar em pesquisas com seres humanos. Entretanto, o início desta história remonta a um cenário devastador, onde o ser humano era utilizado como “homem-objeto”, nas palavras de Ingo Sarlet (2009), e é nestecontexto histórico que foi fecundada a idéia basilar do que seriam, hoje, a dignidade humana e os direitos dos entes pesquisados. A partir dessa reflexão nascem os Comitês de ética em pesquisa, com a função de tornar mais humana e ética e juridicamente justa estas pesquisas.
Metodologia
Este trabalho é resultado de uma pesquisa iniciada com objetivo de integrar o projeto de trabalho de conclusão decurso, e tem como escopo aprofundar o conhecimento histórico que fez surgir os comitês de ética, bem como o histórico que envolve as pesquisas com seres humanos em um âmbito geral. A metodologia empregada é dedutiva explicativa, atendo-se ao estudo doutrinário.
Resultados e Discussões
Em 1947 foi instituído o Tribunal de Nuremberg, que tinha como finalidade julgar criminosos de guerra. Nesseepisódio, foram condenados 20 médicos acusados de crime de tortura, que segundo Kottow (2008) era “tortura disfarçada de pesquisa”. As torturas referidas a pouco, dizem respeito aos experimentos feitos durante a Segunda Guerra Mundial, na Alemanha Nazista, que usaram as pessoas presas nos campos de concentração para, em prol da ciência, fazer pesquisas biomédicas. (MELO, 2004). Os experimentos feitosiam desde análise da temperatura mínima e máxima que os seres humanos suportavam, até a dúvida de quanto tempo uma mulher cigana conseguia sobreviver bebendo apenas água salgada. Além destas, há relatos de experimentos feitos pelo Dr. Josef Mengele – Especialista em Ciência Eugênica Instituto de Herança Biológica e Higiene Racial, Universidade de Frankfurt, que realizava pesquisas, principalmente emirmãos gêmeos, anões e portadores de deficiências físicas. O "anjo da morte", como foi apelidado, dissecava anões vivos a fim de provar serem fruto da excessiva miscigenação de raças, e jogava prisioneiros em água fervente para ver o quanto suportavam. (OPPERMANN, 2006).
Com a divulgação das atrocidades envolvendo médicos e pesquisadores alemães, a comunidade mundial organizou-se parajulgá-los, como criminosos de guerra, no Tribunal de Nuremberg em 1947 (MELO, 2004). Com as condenações feitas pelo Tribunal, houve uma preocupação visível com os direitos dos entes pesquisados e da ética envolvida nestas pesquisas, em conseqüência deste fato, segundo Kottow (2008), nasce o Código de Nuremberg, e que para o autor foi uma ruptura histórica, pois trazia uma conotação de alta estima pelaautonomia de vontade, o que fica explicito quando enuncia a livre vontade do participante em fazer parte do experimento.
“O consentimento voluntário do ser humano é absolutamente essencial. Isso significa que as pessoas que serão submetidas ao experimento devem ser legalmente capazes de dar consentimento; essas pessoas devem exercer o livre direito de escolha sem qualquer intervenção de elementos deforça, fraude, mentira, coação, astúcia ou outra forma de restrição posterior; devem ter conhecimento suficiente do assunto em estudo para tomarem uma decisão. Esse último aspecto exige que sejam explicados às pessoas a natureza, a duração e o propósito do experimento; os métodos segundo os quais será conduzido; as inconveniências e os riscos esperados; os efeitos sobre a saúde ou sobre a pessoado participante, que eventualmente possam ocorrer, devido à sua participação no experimento. O dever e a responsabilidade de garantir a qualidade do consentimento repousam sobre o pesquisador que inicia ou dirige um experimento ou se compromete nele. São deveres e responsabilidades pessoais que não podem ser delegados a outrem impunemente.” (artigo primeiro do Código de Nuremberg – 1947)...
tracking img