Historia da cidadania e cidadania no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1351 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
História da cidadania
Todos os que anseiam por exercer sua tutela sobre a sociedade afirmam o contrário, mas a cidadania é algo que, mais do que se construir, se deve conquistar. E, princípio básico de todas as diferentes lutas empreendidas pelas sociedades no transcorrer da história, a cidadania só pode ser conquistada através do dissenso.

De fato, dizer não ao Estado e aos poderosos temdemonstrado ser a melhor escola de cidadania e a melhor forma de alcançá-la, por meio da quais diferentes povos têm se exercitado com destemor, criatividade, esforços coletivos e incansáveis sacrifícios.

As certezas expostas nestes dois parágrafos introdutórios ganham renovada força ao encerrarmos a leitura de História da cidadania, coletânea de textos organizada por Jaime Pinsky e Carla BassaneziPinsky, editada pelo Contexto. Partindo da experiência do profetismo hebreu, passando pelas grandes revoluções burguesas e chegando às lutas sociais dos séculos XIX e XX, o livro alcança, finalmente, as peculiaridades do avanço da cidadania no Brasil. E seu projeto poderia ser sintetizado na frase que abre o volume, mas que, na verdade, impregna quase todos os trabalhos ali apresentados: 'Por umacidadania planetária. '

Não poderia haver melhor epígrafe para uma obra lançada em plena guerra contra o Iraque, injustificável violência que tem motivado manifestações populares em todo o mundo, com milhões de pessoas saindo às ruas para expressar sua clara divergência em relação aos objetivos imperialistas dos ianques. 

Cada uma dessas grandes manifestações marca, com certeza, um passo nadireção não apenas da liberdade de divergir, mas na construção de uma cidadania universal, na qual os povos se organizem acima - e apesar - de suas nacionalidades.

História da cidadania mostra bem como esse valor encontra-se em permanente construção, um ponto sempre almejado por aqueles que buscam maior liberdade, mais direitos, melhores garantias individuais e coletivas frente ao poder e àarrogância do Estado e de todas as outras instituições.

O livro deixa claro que o estado que melhor define o verdadeiro cidadão é aquele no qual ele permanece alerta. Atento aos sinais que brotam da realidade, ele investiga as reais intenções dos governos, dos políticos e de todos os que almejam diferentes formas de poder. Ele repudia o assédio dos manipuladores, rechaça aqueles que tentamrestringir seus direitos e, se necessário, como a História já demonstrou centenas de vezes, subverte a ordem em seu favor e em benefício das maiorias anônimas, quase sempre destituídas de voz.

Ser cidadão é, portanto, assumir com radicalidade a própria história. E fazê-lo na forma de uma vigilância permanente, constante, tenaz. Os organizadores ficam nos devendo, contudo, para outra obra, textos quetratem da liberdade de expressão e da democracia de maneira mais abrangente. 

No que se refere à liberdade de expressão, toda a história das lutas contra a censura e o estado de exceção no Brasil - em diferentes momentos de nossa vida política -, da qual participaram os mais variados atores, não foi contemplada. E uma visão, mesmo que superficial, sobre as técnicas e métodos já utilizados pelosgovernos, no intuito de amordaçar seus cidadãos, mostraria que a primeira e principal derrota da cidadania é sempre aquela que institui o silêncio dos discordantes.

E, ainda sob um enfoque histórico, seria possível analisar-se o quanto os meios de comunicação têm se mostrado servis aos governos, às oligarquias e ao capital, agindo como francos desmobilizadores da população. Sempre servil, amídia tem legitimado, com sua submissão, a ordem excludente em que vivemos. Da mesma forma, seria importante mostrar que a construção da democracia não se restringe apenas à luta pelo direito de votar. Na verdade, o voto é apenas o sintoma - muito imperfeito, aliás - de um intrincado embate envolvendo incrível multiplicidade de atores, na qual muitos foram injustamente mortos. E não só no Brasil....
tracking img