Histerese.doc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1444 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Quando o campo magnético aplicado em um material for aumentado até sua saturação e em seguida for diminuído, a densidade de fluxo (B) não diminui tão rapidamente quanto o campo (H). Dessa forma, quando H chegar à zero, ainda existirá uma densidade de fluxo remanescente (Br). Para que B chegue à zero, é necessário aplicar um campo negativo, chamado de força coercitiva. Se H continuar aumentando nosentido negativo, o material é magnetizado com polaridade oposta. Desse modo, a magnetização será fácil até se aproximar da saturação, passando a ser difícil. A redução do campo a zero deixará uma densidade de fluxo remanescente negativa (-Br). Para reduzir B à zero novamente, deve-se aplicar uma força coercitiva no sentido positivo. Aumentando-se mais ainda o campo, o material fica novamentesaturado, com a polaridade inicial.
Certos tipos de materiais quando expostos a um campo magnético podem ser magnetizados permanentemente. Após serem magnetizados, não perdem facilmente sua magnetização, a não ser quando forem aquecidos até determinada temperatura (temperatura de Curie) ou se a eles for aplicado um campo magnético com sentido contrário ao sentido da magnetização. Não podemos nosesquecer de que a temperatura de Curie depende de cada material ferromagnético. Podemos citar o ferro, por exemplo, que possui uma temperatura de desmagnetização quando aquecido a uma temperatura de 770ºC.

Magnetização de um material ferromagnético exposto a um campo magnético externo.
Supondo que certa amostra de ferro esteja inicialmente desmagnetizada (ponto O), vamos analisar o que acontececom a magnetização quando aumentamos a intensidade do campo, ou seja, quando aumentamos a corrente elétrica no solenóide. Ao aumentarmos à corrente, vemos que a magnetização também aumenta até chegar ao ponto A. Neste ponto, dizemos que o ferro está completamente magnetizado. 
Ao diminuirmos o campo magnético até zero, podemos ver que a magnetização da amostra de ferro não vai para zero, mas parano ponto B da curva. Desta forma, o material fica com uma magnetização permanente. Essa magnetização recebe o nome de “magnetização remanente”, assim podemos considerar a amostra imantada. Se invertermos o sentido do campo externo a partir desse ponto, e aumentarmos o campo, verá que a magnetização vai desaparecer (ponto C) quando o campo atingir o valor Bc, conhecido como coercividade do material.Este é o campo magnético necessário para desmagnetizar por completo a amostra antes imantada. Se por ventura invertermos o campo magnético em relação à magnetização inicial, conseguiremos magnetizar a amostra de ferro no sentido inverso (ponto D). E se novamente retirarmos o campo magnético, ela permanecerá magnetizada com uma magnetização invertida em relação à inicial (ponto E). Chamamos dehisterese a curva fechada da figura acima. O fato de a magnetização não retornar ao zero quando retiramos o campo é conhecido como histerese do material.
Se o núcleo de ferro não apresentasse histerese magnética, não teria que ocorrer uma imantação cíclica no transcurso de um período da corrente alternada, e a corrente im corresponderia a uma pura reatância, de modo que, o valor médio do gastorelativo a um período seria nulo.
Outras causas de perda de energia são as ligeiras dispersões de linhas magnéticas para o ar nos ângulos do núcleo, onde umas poucas linhas de campo dos fluxos se fecham através do ar fora dos enrolamentos primários e secundários, e o fato de que as resistências ôhmicas dos dois enrolamentos não podem ser consideradas rigorosamente nulas. Todavia, essas perdas deenergia (e algumas outras) são muito pequenas e um bom transformador deverá funcionar com rendimento próximo de 95%.
Corrente de Foucault (corrente parasita) é o nome dado à corrente induzida em um condutor quando o fluxo magnético através de uma amostra razoavelmente grande de material condutor varia. O nome foi dado em homenagem a Jean Bernard Léon Foucault, que estudou esse efeito.
Em alguns...
tracking img