Hipotermia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1232 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Hipotermia e Aquecimento á Vitima
Hipotermia é definida como uma queda na temperatura central abaixo de 35º C. Classicamente podemos considerar a hipotermia como sendo moderada acima de 32ºC, grave entre 32º e 25ºC e severa abaixo de 25ºC. Mas a gravidade vai depender da condição do paciente, da etiologia e da velocidade de instalação do quadro. O organismo pode ser esquematicamente dividido emdois compartimentos: a porção central, sede dos orgãos nobres (cérebro, coração, grandes vasos...) mantidos a uma temperatura constante e uma porção externa ou envelope, onde a temperatura varia discretamente com o meio externo . O ser humano mantém a sua temperatura central a 37ºC através do equilíbrio na produção de calor (termogênese) e da dissipação de calor (termólise). A termogênese dependeda reserva de calor e do oxigênio necessário para a metabolização das reservas de energia. Então, a termogênese encontra-se diminuída em pesoas exaustas, hipóxicas ou traumatizadas. A termólise depende do biotipo, vestimenta e condições ambientais (vento, umidade, água corrente...). No caso de traumatismo, a termólise aumenta devido a falta de reflexo de adaptação (vasodilatação abaixo da lesão dotruama raquimedular, p.e.) ou devido a questões de ordem comportamental (estados comatosos, p.e.).
Aspecto clinico
Do ponto de vista clínico, todos os órgãos diminuem seu metabolismo a níveis variáveis, isso leva a um quadro clínico rico que varia de acordo com a severidade da hipotermia e as condições hemodinâmicas do paciente. De início agitado e com tremores (34ºC), mais tarde comatosohipertônico (28ºC), o paciente rigido, pálido, midriático, presença de pulso e respiração imperceptíveis, em torno dos 20ºC, todas as características clínicas da morte.
Hipotermia Aguda
Neste caso o frio é tão severo que a termogênese não consegue promover o equilíbrio, o organismo esfria antes que as reservas energéticas possam ser usadas e que as modificações volêmicas possam se instalar. Estetipo de hipotermia pode ser observado em alpinistas ou esquiadores com injúrias, que por isso ficam incapacitados de sair do local de acidente, expondo-se assim as condições de frio intenso (neve, crevasse, tempestades...).
Hipotermia Subaguda
É aquela observada em alpinistas que acabam por ficanado presos na montanha, mas que não apresentam lesões. Ela aparece somente depois das reservasenergéticas consumidas, seu início é mais lento dependendo da condição do paciente. A termogênese está muito reduzida, o reaquecimento espontâneo é mais incerto e o resfriamento pode continuar mesmo em caso de perda mínima de calor. Neste caso, existe tempo suficiente para o movimento dos fluidos para outros espaços, levando a um maior risco de hipovolemia durante o reaquecimento.
Hipotermia SubcrônicaEsta é encontrada em ambientes urbanos pobres durante os meses de inverno. Seu início se dá de maneira lenta, as alterações compartimentais de líquido são importantes, com grande risco do paciente apresentar edema durante o reaquecimento.
O que fazer no local do resgate ? Como reanimar ?
A única terapêutica utilizada no local do acidente é o acesso ao ar aquecido úmido para o paciente consciente,para promover uma diminuição na perda de calor. Nós utilizamos um aparelho simples , compacto e leve, que funciona com a passagem de CO2 através de um reservatório contendo soda limonada. Na prática , a vítima deve ser cuidadosamente equipada, imobilizada, protegida, isolada do frio, possivelmente sedada e delicadamente transportada para o hospital. No caso de parada cardíaca, a massagem e aventilação devem ser realizadas em ritmo normal, que é suficiente para a demanda metabólica reduzida do paciente hipotérmico durante um bom tempo .
O trasnporte é o mais delicado ; qualquer modificação na distribuição do volume sanguineo provocada pela mobilização ou pelo início do reaquecimento, pode provocar o surgimento de fibrilação ventricular. o transporte deve ser o mais delicado e curto...
tracking img