Hipertensão

Páginas: 5 (1217 palavras) Publicado: 1 de abril de 2011
A IMPORTÂNCIA DA CONSCIENTIZAÇÃO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL NA GRAVIDEZ.

[1]Amanda Linhares
Danielle Vieira
Marceli TavaresMarcelle Andressa
Mariana Ribeiro
² Carla Marina Lobo

INTRODUÇÃO

A hipertensão é um dos problemas principais de saúde pública enfrentados pelo Brasil e que ocorre quando os níveis da pressão arterial encontram-se acima dosvalores de referência para a população em geral.
Para a Organização Mundial de Saúde (OMS) os valores estabelecidos são: 120x80mmHg, em que a pressão arterial é considerada ótima e 130x85mmHg sendo considerada limítrofe. Valores superiores a 140x90mmHg denotam hipertensão. O esfigmomanômetro é o aparato utilizado para aferir a pressão sangüínea.
(TASSI, 2009) aponta que esta enfermidade se tornoutão agravante que ganhou uma data “comemorativa” para conscientização da população, por ser uma doença que atinge mais de 40 milhões de brasileiros e que mais mata no mundo, por se ligar fortemente a complicações cardiovasculares como aterosclerose, diabetes, tabagismo, etilismo e colesterol elevado.
A hipertensão no mundo atinge tanto homens quanto mulheres, sendo mais comum nos adultos, sendoem homens com até 50 anos, em mulheres após os 50 anos, ocorre também com freqüência em diabéticos, principalmente em pessoas que já tiveram casos na família e durante a gravidez que possui uma incidência de 25 a 50%, porém, somente no ano de 1900 (KAHHALE, 1995, p. 1) houve o reconhecimento da hipertensão, edema e proteinúria (presença de proteína na urina) associados a convulsões da eclampsia,enfermidade que acomete mulheres na segunda metade da gravidez (após a 20ª semana de gestação).
Aceitava-se então que alguma toxina placentária pudesse ser o fator etiológico, tornando o termo toxemia gravídica popular. A toxemia referia-se a pré-eclâmpsia, mas com a evolução dos conhecimentos, reconheceu-se que a pré – eclampsia e eclampsia eram formas de doença diferentes das chamadas toxemia.Em 1972, a Comissão de Terminologia do Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas, após uma ampla revisão do tema, sugeriu que o termo toxemia não fosse mais utilizado.
Ainda sobre a perspectiva de KAHHALE (1995, p. 2), a citada Comissão define:
Pré-eclâmpsia – é o desenvolvimento de hipertensão, com proteinúria significante e/ou edema de mãos e face. Ocorre após a 20ª semana degravidez, ou anteriormente a esse período na moléstia trofoblásticas. A pré-eclâmpsia é predominantemente uma patologia da primigesta (primeira gestação).

Eclampsia – é o aparecimento de convulsões numa paciente com pré-eclâmpsia. Devem ser excluídas epilepsia e outras doenças convulsivas.

Hipertensão Gestacional – é definida como determinada elevação da pressão sanguínea no final da gestação ouinício do puerpério (24 horas pós-parto) e que volta aos níveis normais 10 dias após o parto.

Hipertensão – tem como critério o diagnóstico numa mulher grávida quando ocorre a elevação de 30mmHg ou mais nos níveis habituais de pressão arterial sistólica ou elevação de 15mmHg ou mais nos níveis habituais de pressão arterial diastólica, ou pressão arterial sistólica de pelo menos 12mmHg e diastólicade 90mmHg, quando confirmadas decorridas um período de pelo menos seis horas, com a paciente em repouso.

Proteinúria – é significante quando pelo menos 0.3g/l em urina de 24 horas ou 1g/l (1 + ou mais pelo método quantitativo de fita) em amostra simples.

Edema Gestacional – é o excessivo acúmulo generalizado de líquidos nos tecidos, demonstrado por edema marcado 1+ ou mais, após um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Hipertensão
  • Hipertensao
  • hipertensão
  • Hipertensão
  • Hipertensão
  • Hipertensão
  • Hipertensão
  • HIPERTENSÃO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!