Hiperparatireoidismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1759 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE CUIABÁ
FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA

HIPERPARATIREOIDISMO NUTRICIONAL SECUNDARIO EM FELINOS



Cuiabá
2011/1



HIPERPARATIREOIDISMO SECUNDARIO NUTRICIONAL EM FELINOS

Seminário apresentado a Faculdade de Medicina Veterinária de Cuiabá, para obtenção de nota, em morfofuncionais V.
Coordenador (a): Profª. Andréia Rizzieri





Cuiabá

2011/1SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

Quando se fala em animais, o que nos vem em mente são animais bem cuidados, saudáveis, animais criados em casa como um membro da família, que tem uma alimentação ótima, adequada com a sua raça, seja ele canino, felino ou aves.
Mas quando se tem um pouco de informação, vemos que nem tudo o que aparenta ser bonito é significado de saúde, um exemplo disso é quando falamosde Hiperparatireoidismo nutricional secundário em felinos, que geralmente atinge os animais jovens.
Os felinos tanto domésticos como silvestres são comumente acometidos por esta doença devido à má alimentação. Na alimentação que lhes são oferecidos mesmo nutrindo às vezes pode ser falho que diz respeito a um mineral importantíssimo para a manutenção de todo o metabolismo dos animais, o cálcio.
Ocálcio e o fósforo são os maiores constituintes minerais do corpo animal, ambos trabalham juntos para manter o equilíbrio do metabolismo, outro constituinte que é de fundamental para essa homeostase é a vitamina D.

ETIOLOGIA
Hiperparatireoidismo nutricional secundário é um desequilíbrio decorrente de uma alimentação inadequada. E um processo comum em filhotes mantidos por particulares esubmetidos a dietas não balanceadas, geralmente constituídas unicamente de músculo bovino. Alterações esqueléticas que trazem mudanças estruturais com conseqüências imediatas. (Zalmir, S. Cubas. et al 2007). A dieta pobre em cálcio faz com que as glândulas paratireóides secretem mais hormônio (PTH), acometendo principalmente animais jovens e animaisadultos em decorrência da doença renal crônica.
O Hiperparatireoidismo está associado a outros fatores como dietas com excesso de fósforo e ou ainda dietas com quantidades inadequadas em vitamina D.

FISIOPATOGÊNIA
As necessidades nutricionais, a alimentação e os cuidados com felinos durante a fase de crescimento devem ser diferenciados em relaçãoaos animais adultos, assim dietas pobres em cálcio ou excessivamente ricas em fósforo, ou com menor disponibilidade de cálcio devido a insuficientes níveis de vitaminas D ou A, são fatores que levam ao desenvolvimento de osteodistrofia(FIGURA-02), mais freqüente nas espécies canina e felina, denominada de Hiperparatireoidismo nutricional secundário. (Domingos José Sturion, Patrícia Mendes Pereira.1995).
O Hiperparatireoidismo nutricional (FIGURA-01) ocorre comumente em gatos, o aumento da secreção de PTH é um mecanismo compensatório induzido por desequilíbrio nutricionais. Tais desequilíbrio ocorrem em dietas baixas em cálcio, dietas com excesso de fósforo, mas com o cálcio normal ou baixo e dietas com quantidades inadequadas de vitaminas D. O resultado significativo é hipocalcemia, queestimula as glândulas paratireóides. Uma concentração sanguínea elevada de fósforo pode contribuir indiretamente para a estimulação da paratireóide, através do decréscimo da concentração sanguínea de cálcio. (Gavim, MC. C. thomson.1998).
O cálcio e o fosforo esta presente no organismo dos felinos em maior quantidade nos ossos cerca de 80 a 99%
HIPERPARATIREOIDISMO – FIG 01.

.Fonte: M. DonaldMcgavim.

OSTEODISTROFIA – FIG 02.

Fonte: M. Donald Mcgavim.

ATUAÇÃO DO CÁLCIO

O cálcio é também importante para a coagulação sangüínea, excitabilidade de nervos e músculos íon mensageiro intracelular, formação da casca do ovo, ativação enzimática e contração muscular. O fósforo está envolvido em quase todos os aspectos do metabolismo animal,...
tracking img