Higiene ocupacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3614 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR FONTES
Técnico em Segurança do Trabalho









Histórico da Higiene Ocupacional







Matéria: Higiene e Medicina do TrabalhoTurma: TST Módulo I
Professora: Cláudia




INTRODUÇÃO


Neste trabalho será mostrado um pouco do que foi feito na área da Higiene ocupacional. Através deste teremos uma visão mais amplado progresso, que também nos permitirá analisar as ocorrências, suas batalhas, dificuldades, conquistas e inovações, as quais sempre visaram o bem estar de todos que necessitassem de suas intervenções, bem como todos os trabalhadores.
























1500 - Neste ano surgiu a primeira sugestão de adoção de Equipamentos de Proteção Coletiva para solucionarproblemas ocupacionais que se tem ciência, através de Georgius Agrícola, que descreveu em seu livro “De Re Mettalica” como se desenvolviam as atividades no interior das minas subterrâneas, ou seja, as atividades e operações de mineração, fusão e refino de metais, tipos de doenças e de acidentes afetos a estes tipos de serviços e respectivos ambientes de trabalho, sugerindo, inclusive, meios de prevençãopara a melhoria das condições destes locais, incluindo nestes a melhoria da ventilação.
1567 - Paracelso, conhecido por alguns como “o pai da Toxicologia” e por outros “o pai da Medicina Integral” descreveu as doenças respiratórias que afetava os que trabalhavam em minas subterrâneas, destacando os riscos que corriam de serem envenenado pelo mercúrio metálico.Dizia ele: “todas as substâncias são venenosas. Entretanto, é a dose que diferencia venenos de remédios.”.
1665 - Ao se perceber pelos empregadores que os trabalhadores necessitavam melhorar a sua produtividade e se exporem menos a risco de contraírem doenças ocupacionais, os empregadores resolveram melhorar o tratamento dos empregados, reduzindo na cidade deId ria, EUA, a jornada de trabalho dos mineiros (minas de mercúrio).
1700 - Berna Dino Ramazzini, médico Italiano cognominado "O Pai da Medicina do Trabalho" pelo fato, portanto, de ter sido o primeiro pesquisador da área de saúde ocupacional que fez um trabalho de cunho científico reconhecido como “de valor". Produziram o livro “De Morbis Artificum Diatriba“ cujo significado é “As doenças dostrabalhadores”. Ali descreve cerca de 50 profissões da época, identificando, para cada profissão citada o risco do indivíduo que a exerce contrair algum tipo específico de doença previamente esperada ocorrer em função do tipo de atividades/operações desenvolvidas, das condições do ambiente de trabalho, do tipo de produto manuseado, do tempo de exposição ao risco e de outros parâmetros ambientais.Assim aconteceram avanços significativos na área de Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho.
1708 - Karl Max, em seu livro “O Capital” já advertia seu povo a respeito da problemática do acidente do trabalho e das soluções que o Governo pretendia adotar para a sua prevenção e controle. Em seus comentários, consta: "Eles mutilam otrabalhador, reduzindo-o a um fragmento de homem, rebaixam-no ao nível do apêndice de uma máquina, destroem todo resquício de atrativo de seu trabalho e convertem-no em uma ferramenta odiada”.
Outro marco histórico que traduz a evolução da Segurança do Trabalho é o período compreendido entre 1760 a 1830, em que, na Inglaterra, ocorreu a tão conhecida "Revolução Industrial".
1760 a 1830 - Nesta época...
tracking img