Higiene ocupacional ruido e calor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2079 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro de Ensino Unificado do Maranhão-UNICEUMA
Pós Graduação em Engenharia de Segurança e Saúde do Trabalho
Higiene -Ruidos e Vibrações

Exposição Ocupacional ao Ruido e Calor

Aluno: Madson Jorge de Carvalho
CPD:1177656Prof: Lourival Cunha

A Norma de Higiene Ocupacional 01 tem por objetivo estabelecer critérios e procedimentos para a avaliação e exposição ocupacional ao ruído, que implique risco potencial de surdez ocupacional. A Norma éaplicada a exposição ocupacional à ruído continuo e intermitente e a ruído de impacto, em quaisquer condição de trabalho.
Temos como critérios de avaliação e procedimentos técnicos da exposição ocupacional ao ruído .
- Ruido Continuo ou intermitente
A avaliação da exposição ocupacional ao ruído contínuo ou intermitente deverá ser feita por meio da determinação da dose diária de ruído ou do nível deexposição, parâmetros representativos da exposição diária do trabalhador.
Na indisponibilidade destes equipamentos, a Norma oferece procedimentos alternativos para outros tipos de medidores integradores ou medidores de leitura instantânea, não fixados no trabalhador, que poderão ser utilizados na avaliação de determinadas situações de exposição ocupacional.
No entanto, as condições de trabalhoque apresentem dinâmica operacional complexa, como, por exemplo, a condução de empilhadeiras, atividades de manutenção, entre outras, ou que envolvam movimentação constante do trabalhador, não deverão ser avaliadas por esses métodos alternativos.
Dosímetro será sempre o equipamento mais adequado nas avaliações.
-Utilizando medidor integrador de uso pessoal
A determinação da dose de exposição aoruído deve ser feita, preferencialmente, por meio de medidores integradores de uso pessoal (dosímetros de ruído).Neste caso o limite de exposição ocupacional diário no ruído contínuo ou intermitente corresponde a dose diária igual a 100%.O nível de ação para a exposição ocupacional ao ruído é de dose diária igual a 50%.O limite de exposição valor teto para o ruído contínuo ou intermitente é 115dB(A).Exposições a níveis inferiores a 80 dB(A) não serão considerados no cálculo da dose.-   Avaliação da exposição de um trabalhador ao ruído contínuo ou intermitente por meio do nível de exposiçãoA avaliação da exposição pelo nível de exposição deve ser realizada, preferencialmente, utilizando-se medidores integradores de uso individual. Na indisponibilidade destes equipamentos, poderão serutilizados outros tipos de medidores integradores ou medidores de leitura instantânea, portados pelo avaliador.O Nível de Exposição (NE) é o Nível Médio representativo da exposição diária do trabalhador avaliado.Para fins de comparação com o limite de exposição, deve-se determinar o Nível de Exposição Normalizado (NEN), que corresponde ao Nível de Exposição (NE) convertido para a jornada padrão de 8horas diárias.-     Ruído de impacto A determinação da exposição ao ruído de impacto ou impulsivo deve ser feita por meio de medidor de nível de pressão sonora operando em (Linear) e circuito de resposta para medição de nível de pico.Quando o número de impactos ou de impulsos diário exceder a 10.000 (n > 10.000), o ruído deverá ser considerado como contínuo ou intermitente.O limite de tolerânciavalor teto para ruído de impacto corresponde ao valor de nível de pico de 140 dB(Lin).O nível de ação para a exposição ocupacional ao ruído de impacto corresponde ao valor Np obtido na expressão acima, subtraído de 3 decibéis  (Np = 3) dB.- PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO - Abordagem dos locais e das condições de trabalhoA avaliação de ruído deverá ser feita de forma a caracterizar a exposição de...
tracking img