Higiene do trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9297 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Turismo e desenvolvimento no Litoral Norte da Bahia*

Ivana Tavares Muricy Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI/SEPLAN)

Palavras-chaves: Políticas públicas, turismo e desenvolvimento

“Trabalho apresentado no XVII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, ABEP, realizado em Caxambú- MG – Brasil, de 20 a 24 de setembro de 2010”;

Turismo e desenvolvimento no LitoralNorte da Bahia Ivana Tavares Muricy Tradicionalmente dedicado a atividades agropecuárias, o Litoral Norte da Bahia1 manteve um relativo estado de isolamento sociocultural e econômico em relação ao eixo dinâmico do Estado, centralizado em Salvador e no Recôncavo baiano. Essa situação começa a se modificar na década de 1970, com a construção do primeiro trecho da rodovia costeira BA-099 (conhecidacomo Estrada do Coco), que vai ligar Salvador à localidade de Itacimirim, no município de Camaçari (Região Metropolitana de Salvador). A estrada viabilizou o acesso a algumas aglomerações costeiras, dedicadas à agricultura e à pesca, tais como Abrantes, Arembepe, Jauá e Itacimirim. Estas passaram a funcionar como espaço de lazer, sobretudo para um parcela de moradores da capital baiana com elevadopoder aquisitivo, que adquiriram casas de “segunda residência” utilizadas nos períodos de férias e de feriados prolongados. Mesmo sem ter alcançado a área costeira do Litoral Norte, a estrada também estimulou o desenvolvimento do turismo nesta porção do estado, sobretudo em Praia do Forte (primeira praia da Região, localizada no Município de Mata de São João), que passa a ser apresentada nosprogramas e planos de desenvolvimento turístico e recreativo realizados pelo governo do estado como uma das áreas mais importantes e propícias para o turismo (GOMES SOBRINHO, 1998, p. 35, apud MURICY, 2009a, p. 11). Nesta mesma década, parte da região tornou-se alvo da política de incentivos fiscais do governo estadual de fomento à indústria de celulose no intuito de atender a demanda do mercadoindustrial aquecido com a valorização internacional do produto. Porções da Mata Atlântica foram, então, substituídas por florestas homogêneas de espécies exóticas, pinus e eucaliptos, nas terras adquiridas pelas empresas reflorestadoras. Famílias de pequenos agricultores que, em geral, cultivavam a terra para a própria sobrevivência foram pressionadas a abandonar seus espaços de moradia, trabalho elazer. Graves conflitos ambientais, sociais e econômicos se instauraram na região, com desdobramentos nas conjunturas posteriores. Entre os efeitos mais imediatos desse processo, pode-se citar: a redefinição do uso e do acesso a terra pelos diversos segmentos sociais, a intensificação da concentração fundiária, a reconfiguração da paisagem, as mudanças nas relações de trabalho e de vida de parcelassignificativas da população rural (SAMPAIO, 1992). Mas as grandes modificações nesta região ocorreram nas décadas seguintes, com a ampliação da rodovia BA-099 até o limite com o estado de Sergipe, trecho que passou a se denominar de Linha Verde. A estrada possibilitou a comunicação entre as diversas aglomerações dispersas ao longo deste litoral, bem como destas com os municípios vizinhos e com acapital do estado, rompendo o isolamento que caracterizava esta porção do litoral baiano. As localidades costeiras situadas entre Praia do Forte (Município de Mata de São João) e Mangue Seco (Município Jandaíra), a exemplo de Imbassaí, Santo Antônio, Massarandupió, Barra do Itariri, Sítio do Conde, Poças e Costa Azul, foram alcançadas pelas teias muitas vezes invisíveis do turismo, que passa a disporde novos espaços para o seu desenvolvimento. As povoações localizadas mais para o interior, embora não tenham conseguido atrair investidores nem visitantes também sentiram os efeitos da intensificação do turismo nas áreas costeiras. Essas
1

O termo Litoral Norte aqui se refere a Região Econômica Litoral Norte, um das 15 unidades de planejamento definidas pela Secretaria de Planejamento do...
tracking img