Hidrologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5390 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRODUÇÃO, ARMAZENAMENTO E TRANSFERÊNCIA DE SEDIMENTOS POR PROCESSOS NATURAIS E HUMANAMENTE INDUZIDOS NA BACIA DO PARANÁ: PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE FLUXO HIDRO-GEOMORFOLÓGICO EM ESCALA CONTINENTAL.


Resumo da hipótese e objetivos apresentados na proposta original Hipótese: As condicionantes naturais (geologia, pedologia, clima, vegetação) e as alterações antrópicas (uso do solo, barragens,irrigação e abastecimento) da bacia induzem a transmissão de fluxo de sedimento no sistema fluvial. Objetivo geral: Para testar tal hipótese pretende-se coletar e analisar o conhecimento produzido e armazenado pelos grupos de pesquisa da UEM e outros com o fim de elaborar um modelo diagnóstico de transmissão de fluxo de sedimentos para toda a alta bacia do Paraná que tenha em conta o funcionamentonatural dos sistemas fluviais assim como avaliar as alterações produzidas pela ação antrópica no que se refere a produção, armazenamento e transporte de sólidos. Para tanto será utilizado o trecho natural não represado do rio Paraná entre a barragem de Porto Primavera e a de Itaipu. 1. Introdução Muitos dos grandes rios e dos leques aluviais existentes no planeta estão locados em áreas tropicais econstituem os maiores sistemas de estoque e transferência de sedimento e nutrientes para o oceano. Grandes populações, economia em desenvolvimento, crescimento caótico de áreas urbanas e forte aumento na demanda de água e energia são os problemas comuns a todos países tropicais ou de economias em desenvolvimento. Contudo, a estratégia de gerenciamento e a magnitude dos recursos fluviais sãototalmente diferentes nos diversos países e isso eventualmente pode afetar o seu desenvolvimento econômico. O Brasil, por exemplo, é um dos maiores produtores agrícolas do mundo devido a um gerenciamento bastante efetivo da água de superfície e subterrânea. Por outro lado, no caso da Índia e Bangladesh, a planície Indo-Gangética abriga uma população de um bilhão de habitantes e apresenta uma agriculturaem parte pouco desenvolvida associada à escassez em recursos hídricos. Isso obviamente resulta não apenas numa taxa de crescimento baixo do setor agrícola, mas afeta a demanda de água e energia em muitas partes do país. A interferência antrópica no sistema fluvial afeta as condições de fluxo natural dos rios de várias maneiras. Construções de barragens nos rios maiores interferem no sistema comoum todo, tanto nas taxas de agradação ou degradação de determinados trechos, como na alteração do ecossistema devido às mudanças no suprimento de nutrientes e nas profundas alterações dos pulsos de cheia e vazante. Grandes reservatórios alem de estocarem água, retêm uma grande quantidade de sedimento. Estima-se que as barragens do rio Paraná superior estejam retendo 60 na 80% de sua carga defundo. Esse

valor é ainda mais alto para a bacia do rio Tocantins que tem cerca de 80% de sua carga de fundo retida por barragem (Vorosmarty et al., 2003). A dimensão política da bacia de drenagem afeta também os procedimentos de gerenciamento. Muitos dos grandes sistemas fluviais sul-americanos como os rios Tocantins (757.000 km2), Tapajós (490.000 km2), Xingu (504.000 km2), São Francisco (640.000km2) estão integralmente em território brasileiro. Se por um lado essa situação facilita o planejamento e implantação de programas de gerenciamento do rio, por outro, deixam o país totalmente impune para regular esses imensos sistemas fluviais livre das pressões da comunidade internacional com relação ao impacto ambiental provocado (Latrubesse, Stevaux & Sinha., 2005). É o caso das represasplanejadas pelo Brasil para os rios Madeira, Araguaia, Xingu e outros, que praticamente não são discutidas pela comunidade internacional. Já a política de gerenciamento de sistemas fluviais que se estendem por diferentes países é geralmente promovida por comissões internacionais. O rio Mecong, por exemplo, é gerenciados pela Comissão do Rio Mecong, órgão internacional formado pelo Laos, Tailândia,...
tracking img