Hidráulica industrial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4197 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS

HIDRÁULICA INDUSTRIAL

Eduardo Roso
Guilherme Nehme
Gustavo Bettiol
Julio Cesar de Filippis
Roger Viezzer
Rodrigo Vergani

Caxias do Sul, dezembro/2010
Sumário

1 Introdução 3

2 Informações sobre Projeto 4

2.1 Descrição do projeto 4
2.2 Objetivo doprojeto 4
2.3 Justificativa do projeto 4
2.4 Produto do projeto 4
2.5 Expectativas do cliente 4
2.6 Fatores de sucesso do projeto 5
2.7 Restrições 5
2.8 Premissas 6
2.9 Exclusões específicas 6
2.10 Principais atividades e estratégias 6
2.11 Entregas 7
2.12 Planos de entrega e marcos do projeto 7
2.13 Orçamento do projeto 7
2.14 Riscos iniciais do projeto 7

3 Discussão do Projeto sobas Diferentes Gestões Apresentadas 8

3.1 Gestão do Escopo 8
3.2 Gestão do Tempo 9
3.3 Gestão da Qualidade 11
3.4 Gestão de Riscos 11
3.4.1 Identificação dos riscos 12
3.4.2 ASPECTOS E IMPACTOS 12
3.4.3 PLANO DE RESPOSTAS A INCIDENTES 12
3.5 GESTÃO DE CUSTOS 12
3.6 Gestão de Aquisições 14
3.7 Gestão de Recursos Humanos 14
3.8 Gestão da Comunicação 15

4 Considerações Finais 17

5Anexos 18

6 Bibliografia 19

Introdução

Segundo Jack R. Meredith, a utilização de projetos e sua administração continuam crescendo na sociedade atual e nas organizações. Estas ferramentas possibilitam aos seus empregadores uma capacidade de atingir metas através da organização de projetos que só poderiam ser obtidas com enormes dificuldades se organizadas da maneira tradicional. Omercado atual percebeu a veracidade dessas afirmações.
Conforme demonstrado pelo guru da qualidade, J. M. Juran, atitudes simples de gerenciamento e planejamento dos projetos aliados às ferramentas da qualidade, reduzem custos e geram montantes consideráveis às empresas que as utilizam. Embasado nas afirmações de Juran e nas tendências do mercado, o grupo de trabalho da disciplina deGerenciamento de Projetos, resolveu aliar teoria e prática. Para isso, valeram-se de um desafio proposto: gerenciar o projeto completo de um aeromodelo para a XII Competição SAE BRASIL AERODESING.
Desta maneira, tem-se como premissa inicial a apresentação detalhada de todas as etapas intrínsecas de um projeto, utilizando paralelamente os conceitos de gerenciamento de projetos já consolidadas doPMBOK 3ª Edição. Dentre as etapas analisadas, podem ser destacadas as seguintes: levantamento de custos, riscos e aquisições, gestão de recursos humanos, tempo, escopo e comunicações. Todas essas gestões embasadas nos preceitos da qualidade e ética.

Bombas

A primeira razão para o ser humano necessitar de uma bomba foi a agricultura. Embora a agricultura esteja em prática há mais de 10000anos, os primeiros registros que temos de irrigação são devidos aos egípcios. Inicialmente transportavam a água em potes, mas cerca de 1500 a.C. apareceu a primeira máquina de elevação de água, a picota. Posteriormente apareceram o sarilho, usado para elevar um balde, a nora e a roda persa. Todas estas máquinas eram movidas por trabalho humano ou animal. O sarilho é empregado ainda hoje noabastecimento de água.
As bombas alternativas a pistão ou êmbolo já eram do conhecimento dos gregos e dos romanos. Ctesibius, por volta de 250 a.C., inventou uma bomba alternativa movida por uma roda d’água, construída por seu discípulo Hero de Alexandria. No Muse Arqueológico Nacional de Espanha, em Madri, há uma bomba alternativa duplex, de acionamento manual, fabricada entre os séculos I e IId.C. Esta bomba foi encontrada na mina de Sotiel-Coronada en Calañas, Espanha. No século XIII d.C., al-Jazari descreveu e ilustrou diversos tipos de bombas, entre outras, a bomba alternativa, o burrinho a vapor, a bomba de sucção e a bomba de pistão.
As bombas cinéticas, embora fruto de conceitos muito antigos, só vieram a ser construidas para uso real no início do século XIX. O inventor...
tracking img