Hg moooh ct gogh b

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1878 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FIM DO MUNDO: CRENDICE OU POSSIBILIDADE? Autora: Silvana Rocha dos Santos Orientadora: Pricila Rocha dos Santos
Resumo O presente artigo tem como objetivo apresentar o que foi desenvolvido ao longo do projeto sobre “O fim do mundo” realizado pelos alunos da turma 62 da Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinaldo Vaccari, localizada em Imbé, no litoral norte do Rio Grande do Sul. O que levou osalunos à questão “Será que o mundo vai acabar?” foram as numerosas previsões que circulavam pelos meios de comunicação de massa, principalmente a de que o mundo acabaria no ano de 2012, após o choque de um asteróide com o planeta Terra. Os alunos, amedrontados e curiosos com os vídeos encontrados na Internet e com as reportagens lidas em algumas revistas, logo quiseram saber a opinião dosmoradores de Santa Terezinha, balneário no qual a escola está inserida. Houve muito burburinho e muita agitação em toda a comunidade escolar. Os alunos contagiaram os professores, a supervisão, a direção, os pais e muito mais gente do que se imagina com este trabalho. Desde a elaboração do questionário até a sua aplicação, uma série de hipóteses e indagações foram levantadas, as quais foram muito além doproblema inicial, buscando nos caracteres sócio-históricoculturais reflexões que pudessem gerar ao longo do projeto, não só uma resposta científica e sim, um a mudança geral de comportamento. Palavras-chave: Pesquisa, Fim do Mundo, Mitos, Realidade

A idéia de realizar um projeto de pesquisa que partisse de assuntos do interesse do aluno foi recebida com estranheza entre os docentes da EscolaReinaldo Vaccari, afinal de contas, esta poderia ser uma idéia perigosa e desafiadora dentro de um contexto tradicional e de um fazer pedagógico arraigado a métodos e técnicas que visam promover o aprendizado sem ferir a ordem natural das coisas. Desta forma, o NEPSO parecia ter tudo para ficar na semente. Entretanto, ele floresceu em função do protagonismo dos alunos, são eles que fazem com que oprojeto tenha êxito. A essência do NEPSO está justamente no fato de os alunos puderam sentir-se livres e ao mesmo tempo desafiados a desenvolver um trabalho que tenha a sua identidade, que apresentem em sua estrutura, indícios de que o que se busca é simplesmente saber algo, de forma despretensiosa, pelo mero prazer da descoberta. No início, os alunos da turma 62, acharam um pouco estranha aproposta de trabalho que a professora Fernanda dos Santos Teixeira e eu, professora Silvana Rocha dos Santos, lançávamos para eles. Ora, que idéia maluca era aquela que duas professoras, uma de Ensino Religioso e a outra de Artes, estavam inventando? Que tipo de professoras entram juntas na sala de aula para sugerir que os alunos façam uma pesquisa sobre o que quiserem?

2

Na verdade, a turma encarou aidéia com certa desconfiança e quando pedíamos sugestões de assuntos que pudessem ser abordados durante a pesquisa, logo vinham os velhos temas previstos no conteúdo escolar e que pareciam não oferecer muitos atrativos. Assim, a situação foi mudando somente quando os alunos passaram a se dar conta de que a proposta do NEPSO era desenvolver um projeto de pesquisa cuja raiz era uma incógnitaimpossível de ser resolvida somente com a utilização de matérias didáticos, na verdade era um problema muito mais abrangente que envolveria a opinião das pessoas e a capacidade que elas têm de agir e reagir no mundo que as cerca. Concomitantemente com a escolha do tema para o projeto NEPSO, alguns alunos andavam dispersivos e muito interessados na reportagem de uma revista que haviam trazido para a salade aula. O artigo tratava das previsões de que o mundo acabaria em 2012. Desta forma natural e expontânea, o tema de pesquisa tornou-se evidente já que o debate sobre o fim do mundo vinha causando um frenesi entre a garotada. Daquele dia em diante, não se falava em outra coisa, tanto nas aulas de artes quanto nas de Ensino Religioso. Outros professores passaram a se interessar pelo que estava...
tracking img