Herpes genital

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4083 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O herpes genital é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pelo vírus herpes simplex. Estima-se que pelo menos um em cada cinco adultos esteja infectado com o vírus, porém muitos destes não apresentam sintomas e não sabem que possuem o vírus.

Indivíduos que tenham herpes genital são incentivados a conversar com o parceiro sexual, usar preservativo, e tomar outras medidaspreventivas para evitar a transmissão. O herpes genital pode ser transmitido nos períodos de remissão da infecção, ou seja, mesmo quando não existem úlceras ou bolhas visíveis.

Neste texto vamos abordar os seguintes pontos sobre herpes genital:
• Como se pega herpes genital.
• Sintomas do herpes genital.
• Diagnóstico do herpes genital.
• Tratamento do herpes genital.
Transmissão do herpes genitalO herpes genital é uma infecção causada pelo vírus herpes simplex tipo 2, que é transmitido através de relações sexuais (leia: O QUE É DST?). O vírus herpes simplex tipo 1 também pode causar herpes genital, mas está habitualmente associado ao herpes labial.

Para saber as diferenças entre herpes labial e genital, leia: HERPES LABIAL E HERPES GENITAL.
Para informações específicas sobre oherpes labial, leia: HERPES LABIAL | Transmissão e tratamento

O vírus herpes simplex tipo 2 é transmitido pela via sexual, sendo altamente contagioso enquanto o paciente apresenta lesões ativas (explicarei os sintomas mais à frente). O grande problema do herpes genital é que a transmissão pode ocorrer mesmo nas fases em que o paciente está assintomático. Portanto, mesmo fora das crises o pacientecontinua eliminando o vírus de forma intermitente, podendo transmitir o herpes genital para o seu parceiro(a). Habitualmente em um período de 100 dias, o paciente passa 2 ou 3 eliminando o vírus de forma assintomática.

A frequência de eliminação do vírus vai se tornando menor conforme os anos passam em relação à primeira aparição do herpes. A eliminação fora das crises é maior nos primeiros trêsmeses após a infecção primária. Após 10 anos de infecção, a transmissão fora das crises vai se tornando cada vez menos comum. Um estudo selecionou cerca de 400 pacientes com herpes genital há mais de 10 anos e colheu amostras dos seus órgãos genitais fora das crises por um período de 30 dias consecutivos. Apenas 9% apresentavam neste intervalo o vírus detectável para transmissão.

Toda vez queo paciente apresenta uma crise, a sua taxa de transmissão assintomática se eleva novamente, voltando a cair conforme a última crise vai ficando mais antiga. 70% das transmissões do herpes genital ocorrem na fase assintomática, já que durante as crises o paciente costuma evitar ter relações sexuais.

Pacientes HIV positivos que também tenham herpes genital são grupo que mais apresentamtransmissão durante a fase assintomática.

O vírus herpes simplex tipo 1 costuma causar lesão apenas na boca, mas pode se transmitido para os órgãos genitais em caso de sexo oral. Uma vez contaminados, os pacientes com herpes genital pelo tipo 1 transmitem a doença do mesmo modo que os pacientes contaminados pelo tipo 2. A diferença é que as crises pelo tipo 1 costumam ser mais brandas e menos frequentes,e a transmissão fora das crises é menos comum.

O vírus herpes simplex tipo 2 sobrevive muito pouco tempo no ambiente, sendo incomum a transmissão através de roupas ou toalhas. Não se pega herpes genital em piscinas ou banheiros.

O uso de camisinha reduz a chance de transmissão, mas não a elimina completamente, uma vez que as lesões do herpes podem surgir em áreas da região genital que nãoficam cobertas pelo preservativo (leia: CAMISINHA | Tudo o que você precisa saber). Por exemplo, uma lesão de herpes na bolsa escrotal continua exposta mesmo com o uso apropriado da camisinha.
Sintomas do herpes genital
A maioria dos pacientes que se infecta com o vírus herpes simplex tipo 2 não desenvolve doença, permanecendo assintomáticos e sem ter conhecimento do contágio. Há estudos que...
tracking img