Herpes genital: fatos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Herpes Genital: fatos
Introdução - Orientação para Pessoas com Herpes Genital
Estas informações têm como objetivo melhorar a compreensão sobre o que é herpes genital e o que significa, para que seja mais fácil conviver com este problema.
Uma série de mitos e informações errôneas cerca o herpes genital, o que leva com freqüência ao surgimento de medo, angústia e culpa.
Este material também contéminformações sobre os aspectos clinicos e o tratamento desta infecção, bem como a respeito de relações sexuais e gravidez.
Contém ainda diretrizes clinicas práticas para o desenvolvimento de uma abordagem positiva para conviver com o herpes genital. Como a resposta e a atitude das pessoas frente ao herpes genital são diferentes, essas diretrizes têm caráter geral. Você pode buscar conselhos einformações adicionais que atendam suas necessidades individuals.
A Infecção
O que é herpes genital?
Herpes genital é uma infecção viral comum, causada pelo virus do herpes simples (HSV). Existem dois tipos deste virus: o tipo 1 e o tipo 2. Além da região genital, o virus pode infectar o ânus, as nádegas, a parte superior das coxas, a boca, os lábios ou a face; a infecçã dos lábios ou da face é oherpes facial, que apresenta vesículas dolorosas. Essas infecções possuem aspecto essencialmente idêntoci quando ocorrem em superfícies externas.
O que é um vírus?
Saber o que são virus e como eles crescem é a chave para a compreensão do herpes genital. Por ser um parasita intracelular, o vírus não pode sobreviver sozinho, sendo inteiramente dependente das células que invade.
Os vírus e as bactériassão os microorganismos que mais comumente causam infecção em seres humanos, mas as bactérias são maiores e comparativamente independentes. Esses fatores fazem com que as bactérias sejam mais fáceis de ser isoladas e eliminadas.
infecções por virus
O vírus invade o organismo humano, com freqüêcia através de um ferimento na pele ou pela mucosa da boca e da área genital.
Uma vez dentro da célula humana,o vírus usa o material da célula do hospedeiro para se reproduzir (processo conhecido como replicação). Neste processo, a célula é destruída. A destruição da célula do hospedeiro é responsável pelos sinais (p.ex., bolhas) e sintomas (p.ex., formigamento, dor) característicos do episódio de herpes.
Além de entrar nas células e destruí-las no local da infecção, as partículas do vírus entram nasfibras nervosas sensoriais no local da infecção e migram para cima, onde começa a fibra. As fibras nervosas sensoriais enviam sinais que nos permitem ter as sensações de dor, tato, frio, luz, etc. Têm origem em um pequeno grupamento de células conhecido como gânglio sensitivo. No caso do herpes facial, o vírus se fixa em um gânglio na base do crânio, conhecido como gânglio trigêmeo. No caso do herpesgenital, o vírus volta para os gânglios sacros, situados na base da coluna. Uma vez que o vírus chega ao gânglio, lá permanece pelo resto de nossas vidas. Periodicamente, o HSV sofre reativação no gânglio e partículas virais migram pelas fibras nervosas até a pele ou a mucosa, causando sintomas recorrentes.
O virus do herpes simples não é o único virus com o qual muitos de nós convivemos.Qualquer pessoa que já teve varicela (catatpora) alberga o vírus da varicela zoster. Este vírus permanece latent durante a maior parte do tempo; no entanto, raramente pode sofrer reativação. Quando isto acontece, as particulas virais deixam os gânglios neurais, migram pelas fibras nervosas até a pele e causam o herpes zoster, o qual não tem relação nem com o herpes genital nem com o herpes facial, a nãoser o fato de serem doenças causadas por vírus diferentes pertencentes à mesma família. O herpes zoster geralmente manifesta-se apenas uma vez em uma mesma pessoa.
Quando um vírus entra no nosso organismo, são produzidos anticorpos para combatê-lo. Esses anticorpos são encontrados na corrente sangüínea e são importantes para a defesa natural do organismo (resposta imune). Continuam a ser...
tracking img