Hepatite e aids

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4368 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Hepatites
A designação de viroses hepáticas é utilizada para caracterizar processos inflamatórios agudos do fígado provocados por diferentes vírus, tais como os vírus da família Herpesviridae, alguns tipos de vírus Coxsackie, em geral relacionados com quadros pré-natais, citomegalovírus e vírus da rubéola, relacionados com quadros neonatais, vírus de Epstein-Barr, vírus da caxumba e os víruscausadores de hepatites propriamente ditos. Apesar da existência de vários agentes etiológicos, as características clínicas das hepatites são muito semelhantes, variando desde a ausência de sintomas a quadros clínicos graves que podem evoluir para a morte do paciente.
As hepatites virais compreendem a hepatite A (VHA), durante muito tempo denominada hepatite infecciosa, mais frequente em crianças etransmitida pela via fecal-oral; a hepatite B (VHB), conhecida também por hepatite por soro homólogo, transmitida parentericamente, como, por exemplo, nas transfusões, e as hepatites anteriormente chamadas não-A não-B, hoje reconhecidas como hepatite C, de transmissão parentérica, e hepatite E, de transmissão fecal-oral.
Hepatite A
Esta forma de hepatite foi considerada, durante muito tempo,como manifestação secundária de uma infecção entérica. Atualmente sabe-se que o vírus se instala primariamente no fígado, utilizando o aparelho digestivo como via de entrada, sem causar lesão neste local.
Etiopatogenia e Epidemiologia
O vírus da hepatite A pertence à família Picornaviridae, gênero Hepatovirus, tendo sido anteriormente classificado como ‘enterovírus humano 72’. As característicasfundamentais do gênero são semelhantes ao gênero Enterovirus, da mesma família. Existem algumas diferenças, em relação a este, particularmente no que diz respeito ao peso molecular do ácido nucleico, que é menor do que o vírus da poliomielite, e à proteína estrutural VP4, menor do que nos demais membros da família. Trata-se de um vírus de elevada resistência ao calor, suportando temperaturas daordem de 60°C, por meia hora. Também é resistente a condições de pH baixo, com pequena perda de infectividade a pH 1. Só se conhece um único sorotipo da hepatite A. Este vírus não é hemaglutinante. É de difícil replicação em sistemas celulares in vitro. Com algumas cepas já adaptadas, é possível demonstrar multiplicação limitada, sem efeito citopático.
A hepatite A transmite-se pela via fecal-oral,sendo os alimentos e as águas contaminados os principais veículos de transmissão durante epidemias. Nos ambientes familiar e institucional o contato pessoal íntimo pode facilitar o contágio. A transmissão por via parentérica, sob a forma de transfusão ou uso de drogas, ainda que teoricamente possível, não tem sido verificada.
Uma vez atingida a mucosa intestinal, onde a multiplicação viral nãoestá comprovada, a passagem do vírus para o fígado se faz, provavelmente, pela via sanguínea do sistema porta. As lesões hepáticas consistem em necrose celular do parênquima, proliferação das células Küpfer e acúmulo, nas áreas de necrose, de macrófagos, linfócitos e neutrófilos. Estas alterações desaparecem após a cura. O período de incubação é de aproximadamente quatro semanas. Os pacientesmantêm sua capacidade infectante durante um período que se estende de duas a três semanas antes do aparecimento da icterícia até duas semanas após a regressão deste sintoma.
A hepatite A é uma doença universal, com uma distribuição anual uniforme, podendo ser atingidos todos os grupos etários, ainda que crianças e adolescentes sejam, em geral, os mais atingidos;
Diagnóstico Laboratorial
Aidentificação do vírus da hepatite A é feita nas fezes, no soro ou no plasma. É aconselhável fazer colheitas seriadas de amostras de fezes, o mais precocemente possível, no decurso da doença.
A imunoeletromicroscopia, o radioimunoensaio e os ensaios imunoenzimáticos feitos com suspensões fecais são os métodos que melhores resultados fornecem. Os diagnósticos baseiam-se, na grande maioria, nos resultados...
tracking img