Henrique viii e o anglicanismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Henrique VIII, o primeiro anglicano
Culto e apaixonado por teologia, o rei da Inglaterra rompeu com a Igreja Católica, quando o papa se recusou a decretar seu divórcio de Catarina de Aragão; o cisma estava consumado.
por Bernard Cottret

O rei inglês: de defensor a adversário da Igreja. Retrato de Henrique VIII, de Hans Holbein
Em seu livro História das variações das igrejas protestantes, oescritor Jacques-Bénigne Bossuet (1627-1704), relacionava a morte de Lutero, em 1546, com a de Henrique VIII no ano seguinte. Ele entendia que esses dois homens não foram igualmente responsáveis pelas “grandes mudanças na religião”. Em 1688, Bossuet lembrava que Henrique VIII “deu muitas esperanças nos primeiros anos de seu reinado”, para finalmente fazer “péssimo uso das raras qualidades deespírito e de corpo que Deus lhe proporcionara”. A ruptura da Inglaterra com Roma e a supremacia real sobre a Igreja estavam entre essas faltas.

Durante a primeira metade de seu reinado, Henrique apareceu como o príncipe cristão por excelência, defensor dos valores humanistas e crítico fervoroso dos inimigos da Santa Sé. Mas há dúvidas se Henrique VIII foi mesmo um príncipe “protestante” e“reformador” do mesmo valor que Lutero.

Naquele mesmo ano, o escocês Gilbert Burnet, como bom protestante, assinalava em sua História da reforma da Igreja da Inglaterra que era preciso situar Henrique VIII “entre os grandes príncipes”, muito mais que “entre os bons reis”. E enfatizava como, às vezes, determinados caminhos podem ser obscuros: “A Providência é admirável por ter suscitado um príncipe com essadisposição para nos abrir o caminho a uma Reforma satisfatória, o que dificilmente foi feito por um outro”. Quase inconscientemente, Henrique VIII contribuiu para o desenvolvimento do protestantismo: “A Bíblia foi traduzida em língua vulgar; exibiram-na publicamente nas igrejas; todos tiveram liberdade para lê-la; chegou mesmo a ser reconhecida como a única regra da fé. Isso não podia deixar deabrir os olhos do povo”.

Cinco anos após Bossuet, o padre Pierre Joseph d\\’Orléans registrou sutilmente, em sua História das revoluções da Inglaterra, que Henrique VIII derramara sangue de católicos e luteranos, “indiferentemente”. Em suma, esse despotismo de Estado obediente à legalidade da época não parece, portanto, seguir um perfil religioso preciso. Seria difícil saber, à primeira vista,se Henrique VIII era católico ou protestante. Ou, mesmo, se a ruptura com a Santa Sé não foi ainda mais política que religiosa.
Henrique VIII, durante a primeira metade de seu reinado, desfrutou de uma imagem de príncipe católico, respeitador dos papas. Contrariamente aos franceses, reprovados por sua ação na Itália, os ingleses apareciam como os bons meninos da cristandade latina. O principalministro de Henrique VIII, o cardeal Thomas Wolsey, até ambicionou tornar-se papa. Em outubro de 1518, foi assinado em Londres um tratado que estipulava os fundamentos de uma “República Cristã”, dirigida contra os turcos. Além do rei da Inglaterra, o imperador Maximiliano e o rei da Espanha, Ferdinando, utilizaram suas armas sob a proteção do Santo Padre Leão X. Os franceses finalmente se associarama essa aliança militar firmada em Roma no mês de dezembro. Wolsey, como declarou um embaixador veneziano, foi um perfeito “árbitro da cristandade”.

Sentimento de culpa
Três anos mais tarde, Henrique VIII corria em socorro do papa contra Lutero, defendendo os “sete sacramentos” do catolicismo, dos quais apenas dois foram mantidos no luteranismo: o batismo e a eucaristia. O rei insistiaparticularmente na beleza do sacramento do matrimônio, sempre condenando a “vergonha da luxúria”, que, segundo ele, devia dar lugar ao mais puro amor conjugal, destinado à reprodução. A situação é particularmente cômica quando se conhece a continuação dessa história, já que Henrique VIII se casou seis vezes, e duas de suas esposas acabaram com a cabeça sobre o cepo. Mas, na época, o papa estava...
tracking img