Henrique oswald

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1726 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Henrique Oswald


Biografia

Rio de Janeiro, 14 de abril de 1852 — Rio de Janeiro, 9 de junho de 1931

pianista, compositor, concertista e diplomata brasileiro

filho do suíço Jean Jacques Oschwald (que ao naturalizar-se brasileiro mudou o sobrenome para Oswald) e da sra. Carlota Cantagalli, de origem italiana

Em 1854 a família se muda para São Paulo

Jean Jacques Oswald abriu umdepósito de pianos e foi um dos primeiros a comercializar o instrumento

madame Carlota auxiliava no orçamento da casa dando lições de piano

regente da orquestra o francês Gabriel Giraudon, músico de excelente formação em seu país, que viria a ser seu professor

em 1868, quando contava com apenas dezesseis anos de idade, tendo recebido do Imperador uma bolsa que lhe permitiu transferir-separa a Italia, pôde estudar por vários anos em Florença, desenvolvendo seu inato talento, ajudado pela influência artística da famosa e bela cidade da Toscana.

Seus primeiros mestres europeus foram G. Buonamici e H. Ketten no piano, Reginaldo Graziani em harmonia e Mazzoni em contraponto, fuga e composição.

A sua peça para piano Il neige (está nevando) ganhou o primeiro prêmio do concursopatrocinado pelo jornal francês Le Figaro em 1902.


Artigo


Pesquisas musicológicas no final da década de 1940 no estado de Minas Gerais

Musicólogos que se debruçaram sobre esse patrimônio da cultura brasileira, até então ignorado

Quase espremidos entre a produção surpreendente dos antigos mestres da música colonial mineira e os feitos merecidamente louvados de Villa-Lobos (1887- 1959) edemais membros do nacionalismo musical pós-semana de 1922, encontra-se toda uma geração de autores que encarnam o romantismo brasileiro. São eles Carlos Gomes (1839-1896), Leopoldo Miguez (1850-1902), Henrique Oswald (1852-1931), Alberto Nepomuceno (1864-1920) e Francisco Braga (1868-1945), para citar os mais representativos.

Diferentemente dos autores mineiros, a produção dos românticos nuncachegou a ser de fato esquecida, mas por outro lado, também não teve a sorte de ser plenamente “redescoberta” e assim repercutir com seu real valor. Parece, ao contrário, aguardar pacientemente o dia em que finalmente será reconhecida em sua magnitude. Quanto mais se estuda e conhece o conjunto da obra desses compositores, torna-se evidente sua excelência técnica e profunda inspiração

Nãoobstante, sua obra sofre uma espécie de preconceito latente na historiografia musical brasileira, ainda fortemente baseada na tradição fundada por Renato Almeida e Mário de Andrade. Na maior parte da literatura especializada, encontra-se uma tendência a qualificar esses autores segundo seu grau de envolvimento com a construção do mito
do nacionalismo musical. Chegou-se assim, de forma velada, a umaequação simplista, na qual a importância do compositor é determinada pelo índice de características nacionais de sua obra.

O distanciamento no tempo preservou os mestres mineiros desse tipo de julgamento, mas o mesmo não aconteceu com os românticos. Esses carregam até hoje
o injusto fardo de serem autores supostamente influenciados em demasia pela cultura européia.

O destino acabou sendo umpouco mais complacente com Alberto Nepomuceno e Carlos
EDUARDO MONTEIRO 68Gomes. Mesmo estando Nepomuceno, musicalmente,
mais próximo do velho continente que de Villa-Lobos, este autor é freqüentemente evocado na literatura tradicional como sendo o “pai” do nacionalismo,
devido à sua batalha pela valorização do canto em português. Quanto a Carlos Gomes, sua importância como operista para o Brasiljamais poderia ser negada.
Felizmente, a temática indianista de Il Guarany, mesmo que cantada em italiano, forneceu elementos concretos para serem louvados pelos defensores do nacionalismo

A sorte foi mais madrasta com Leopoldo Miguez e Henrique Oswald. É comum encontrar nos livros de história da música brasileira uma censura mais ou menos explícita a estes autores em função da ausência de...
tracking img