Hemodiálise

Páginas: 7 (1684 palavras) Publicado: 28 de maio de 2011
[pic]

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - UESPI

FACIME

CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM

MODIFICAÇÕES IMPOSTAS PELA HEMODIÁLISE NA VIDA DE ADOLESCENTES PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA

TERESINA

20

MODIFICAÇÕES IMPOSTAS PELA HEMODIÁLISE NA VIDA DE ADOLESCENTES PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA

Pré-projeto de pesquisa submetido àUniversidade Estadual do Piauí como parte dos requisitos necessários para a obtenção do Grau de Bacharel em Enfermagem.

ORIENTADORA: Profª. Luciana S. Baldoino

TERESINA

2011

TÍTULO DO PROJETO:

MODIFICAÇÕES IMPOSTAS PELA HEMODIÁLISE NA VIDA DE ADOLESCENTES PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA.

ORIENTADORA:
Nome: Luciana Stanford Baldoino
Titulação:Especialista em Pneumologia Sanitária – Especialista em Educação na Área de Enfermagem – Especialista no Programa Saúde da Família (PSF) – Especialista e Mestranda em Ciências da Educação da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – ULHT
Instituição: Universidade Estadual do Piauí
Vinculação: Professor Adjunto – Professor Pesquisador

ORIENTANDO:
Nome:
Instituição: UniversidadeEstadual do Piauí
Vinculação: Acadêmica do Curso de Enfermagem

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 5

2. OBJETIVOS 7

3. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 94. JUSTIFICATIVA 14

5. METODOLOGIA 18

6. RESULTADOS ESPERADOS 19

7. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO20

8. ORÇAMENTO 21

9. REFERÊNCIAIS 22

10. APÊNDICE 26

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

IRC – Insuficiência RenalCrônica

DC – Doença Crônica

TFG – Taxa de Filtração Glomerular

1. INTRODUÇÃO

Essa pesquisa tem como objetivos identificar, compreender e discutir as principais dificuldades impostas pela hemodiálise na vida de adolescentes portadores de IRC, além de determinar ações que ajudem esses adolescentes a conviverem melhor com a doença e seu tratamento. Tais objetivos foram criadosapós a conclusão do estágio em uma clínica de tratamento hemodialítico ( Nefroclínica ), localizada na cidade de Floriano – PI onde observou-se o quanto é difícil a adesão dos jovens ao tratamento de hemodiálise e a aceitação das restrições impostas por ela.
Primeiramente podemos dizer que doenças crônicas (DC) são definidas como aquelas que apresentam uma ou mais das seguintescaracterísticas: são permanentes; levam à disfunção residual; são causadas por alterações patológicas irreversíveis; requerem treinamento especial dos pacientes para a reabilitação, além de longo período de supervisão, observação e cuidado (WHO, 2003). Essas doenças vêm aumentando consideravelmente em nosso meio, sendo hoje motivo de preocupação quanto à formulação das políticas de saúde. O crescimento dapopulação idosa e o aumento da longevidade, mais os fatores associados às mudanças nos padrões alimentares e no estilo de vida, têm tido forte repercussão no padrão de morbi-mortalidade e são considerados determinantes do aumento das DC (BARRETO, 2003).
Da mesma forma, o avanço no diagnóstico e no tratamento das doenças têm aumentado as taxas de sobrevivência de indivíduos cronicamente...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Hemodiálise
  • hemodiálise
  • hemodiálise
  • Hemodialise
  • Hemodiálise
  • Hemodialise
  • hemodialise
  • HEMODIALISE

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!