Hegel: o conceito de freiheit fundamentando a noção de bildung.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4100 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
HEGEL: O CONCEITO DE FREIHEIT FUNDAMENTANDO A NOÇÃO DE BILDUNG.

Propomos neste texto uma discussão sobre a relação entre Freiheit (liberdade) e Bildung (educação) em Hegel. No primeiro momento, procuraremos apresentar a noção de liberdade como sendo processo histórico-dialético. Depois, procuraremos apresentar a noção de Educação em Hegel. Nosso objetivo é demonstrar que, para Hegel,a noção de liberdade fundamenta a noção de Bildung, em que o movimento progressivo da educação (Bildung) ao longo da história da humanidade é uma efetivação do progresso na consciência da liberdade.
O conceito de liberdade é apresentado pela filosofia por distintos paradigmas, sob diferentes proposições, peculiares aos momentos históricos e às especificidades das diversas culturas nasquais o debate filosófico se encontra. Nesse universo, a concepção hegeliana de liberdade ocupa um lugar de destaque pois é aquela com a qual os discursos da filosofia contemporânea dialogarão direta ou indiretamente, pois traz consigo a idéia de uma efetividade histórica para a noção de liberdade, bem como sugere a importância do ordenamento político para a noção que se tenha dela.Fazendo o contraponto ao conceito kantiano, para o qual a liberdade é pensada como a determinação da razão prática - a autonomia da vontade racional diante da sensibilidade - no conceito apresentado por Hegel, a razão sai da subjetividade e passa para a história. Não é a vontade racional subjetiva que institui um mundo livre, é a relação dialética mundo-subjetividade que segue os ditames da razãohistórica. A liberdade é percebida não apenas como a simples determinação da razão prática vencendo os humores e as paixões, mas como uma concretização histórica. A liberdade não seria simplesmente a autonomia subjetiva da vontade, mas, seria a autonomia do Espírito humano diante da natureza, em que cada vez mais o mundo no qual o homem esteja inserido seja um mundo humano. Aqui não encontramos akantiana oposição da razão versus a sensibilidade, haja vista que a própria sensibilidade humana, enquanto a natureza intrínseca ao homem, se humaniza ao longo do processo histórico e civilizatório. É na realidade sociohistórica que a ação determinada pela vontade livre pode se dar efetivamente, e só nessa objetividade é que a liberdade torna-se efetiva no mundo.
A concepção de totalidaderemetendo à idéia de objetividade tem sua semente moderna em Spinoza; todavia, é com Hegel e o idealismo alemão que ela ganha outra sistemática. À objetividade, entendida enquanto efetivação universal e necessária, incorpora-se a idéia de processo dialético, a síntese dialética da tensão razão/sensibilidade, universalidade/particularidade, ao longo da história, e que envolve a totalidade das dimensõesdo mundo.
No conceito de liberdade hegeliano não é a vontade, enquanto “faculdade de desejar superior”[1], que é racional, a efetividade do mundo concreto é que é racional. A autonomia aqui não é a oposição formal da razão versus a sensibilidade, haja vista que a própria sensibilidade humana, enquanto natureza intrínseca ao homem, se humaniza ao longo do processo histórico ecivilizatório. A autonomia é a capacidade do mundo humano em racionalmente avançar para normas éticas cada vez mais universais, superando a particularidade dos indivíduos e dos povos.
Os textos hegelianos sugerem um desenvolvimento teleológico da humanidade cujo fio condutor seria o progresso da consciência que se tem da liberdade (C/f HEGEL, 1999, p. 55). O desenvolvimento positivo da humanidade épautado pelo crescente conteúdo de universalidade das normas morais e éticas instituídas pelas ordens sociais ao longo da história e pela crescente incorporação dessas normas na vida concreta dos homens, dando a elas um caráter de necessidade. O avanço de conteúdos cada vez mais universais é o avanço da liberdade, pois as normas deixam cada vez mais de ser a expressão de privilégios de um e de...
tracking img