Hamlet

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 127 (31526 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HAMLET
De William Shakespeare
Tradução de Millôr Fernandes

Texto disponibilizado no site de Millôr Fernandes: http://www2.uol.com.br/millor/, não sendo permitido o uso comercial sem a autorização do autor ou representante!

PERSONAGENS: CLÁUDIO – Rei da Dinamarca HAMLET – Filho do falecido rei, sobrinho do atual rei POLÔNIO – Lord camarista HORÁCIO – Amigo de Hamlet LAERTES – Filho dePolônio VOLTIMANDO – Cortesão CORNÉLIO – Cortesão ROSENCRANTZ – Cortesão GUILDENSTERN – Cortesão OSRIC – Cortesão UM CAVALHEIRO UM SACERDOTE MARCELO – Oficial BERNARDO – Oficial FRANCISCO – Um soldado REINALDO – Criado de Polônio ATORES DOIS CLOWNS – Coveiros FORTINBRÁS – Príncipe da Noruega UM CAPITÃO EMBAIXADORES INGLESES GERTRUDES – Rainha da Dinamarca, mãe de Hamlet OFÉLIA – Filha de PolônioDamas, cavalheiros, oficiais, soldados, marinheiros, mensageiros e servidores Fantasma do pai de Hamlet, o REI HAMLET

CENA – DINAMARCA

2

ATO I

CENA I

Elsinor – Terraço diante do castelo. (Francisco está de sentinela. Bernardo entra e vai até ele.) BERNARDO: Quem está aí? FRANCISCO: Sou eu quem pergunta! Alto, e diz quem vem! BERNARDO: Viva o rei! FRANCISCO: Bernardo? BERNARDO: Opróprio. FRANCISCO: Chegou na exatidão de sua hora. BERNARDO: Acabou de soar a meia-noite. Vai pra tua cama, Francisco. FRANCISCO: Muito obrigado por me render agora. Faz um frio mortal – até meu coração está gelado. BERNARDO: A guarda foi tranqüila? FRANCISCO: Nem o guincho de um rato. BERNARDO: Boa-noite, então. Se encontrar Marcelo e Horácio, Meus companheiros de guarda, diga-lhes que se apressem.FRANCISCO: Parece que são eles. Alto aí! Quem vem lá? (Entram Horácio e Marcelo.) HORÁCIO: Amigos deste país. MARCELO: E vassalos do Rei da Dinamarca. FRANCISCO: Deus lhe dê boa-noite. MARCELO: Boa-noite a ti, honesto companheiro. Quem tomou o teu posto? FRANCISCO: Bernardo está em meu lugar. Deus lhes dê boa-noite. (Sai.) MARCELO: Olá, Bernardo! BERNARDO: Quem está aí? Horácio?

3

HORÁCIO: Sóum pedaço dele. O resto ainda dorme. BERNARDO: Bem-vindo, Horácio. Bem-vindo, bom Marcelo. MARCELO: Então, me diz – esta noite a coisa apareceu de novo? BERNARDO: Eu não vi nada. MARCELO: Horácio diz que tudo é fantasia nossa E não quer acreditar de modo algum Na visão horrenda que vimos duas vezes. Por isso eu insisti pra que estivesse aqui, conosco, Vigiando os minutos atravessarem a noite Assim,se a aparição surgir de novo Ela não duvidará mais de nossos olhos, E falará com ela. HORÁCIO: Ora, ora, não vai aparecer. BERNARDO: Senta um pouco, porém. E deixa mais uma vez atacarmos teus ouvidos Fortificados contra a nossa história – O que vimos nessas duas noites. HORÁCIO: Bem, vamos sentar, então, E ouvir Bernardo contar o que ambos viram. BERNARDO: Na noite passada, Quando essa mesmaestrela a oeste do pólo Estava iluminando a mesma parte do céu Que ilumina agora, Marcelo e eu – O sino, como agora, badalava uma hora – MARCELO: Silêncio! Não fala! Olha – vem vindo ali de novo! (Entra o Fantasma.) BERNARDO: Com a mesma aparência do falecido rei. MARCELO: Você é um erudito; fala com ele, Horácio. BERNARDO: Não te parece o rei? Repara bem, Horácio. HORÁCIO: É igual – estou trespassadode espanto e medo. BERNARDO: Ele quer que lhe falem. MARCELO: Fala com ele, Horácio. HORÁCIO: Quem és tu que usurpas esta hora da noite Junto com a forma nobre e guerreira Com que a majestade do sepulto rei da Dinamarca

4

Tantas vezes marchou? Pelos céus, eu te ordeno: fala! MARCELO: Creio que se ofendeu. BERNARDO: Olha só; com que altivez vai embora! HORÁCIO: Fica aí! Fala, fala! Eu teordenei – fala! (O Fantasma sai.) MARCELO: Foi embora e não quis responder. BERNARDO: E então, Horácio? Você treme, está pálido. Não é um pouco mais que fantasia? Que é que nos diz, agora? HORÁCIO: Juro por Deus; eu jamais acreditaria nisso Sem a prova sensível e verdadeira Dos meus próprios olhos. MARCELO: Não era igual ao rei? HORÁCIO: Como o rei num espelho. A armadura também era igual à que...
tracking img