Guilherme

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1557 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GUILHERME









SÃO LUIS DE MONTES BELOS
ABRIL 2012



DISCIPLINA: DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR INFANTIL
DATA: 14-04-2012
DOCENTE: MARINEY
ACADÊMICAS: DANÍ CRISTINA DOS SANTOS
IONARA DO ROSÁRIO MENDES PEREIRA
KATIUSCE SILVA SANTANA
3 PERÍODO PEDAGOGIA FINAL DE SEMANA



GUILHERME




SÃO LUIS DE MONTES BELOSABRIL 2012
GUILHERME
Guilherme chega na Instituição, na qual trabalho para realizar uma terapia psicomotora. Foi encaminhado devido a um atraso de seis meses a um ano no seu desenvolvimento psicomotor. Com três meses foi operado de uma hérniainguinal. “Caminhou antes de fazer um ano, não chamava a atenção no aspecto motor.” A mãe era fiscal de seguros e o pai era médico. Durante o dia, Guilherme permanecia na casa dos avós maternos, “em parte na casa dos avós e em parte na própria casa”. No mês de outubro, a mãe ficagrávida novamente e, em janeiro, Guilherme tem duas convulsões febris. Até esse momento os pais relatam- Guilherme era muito sociável: “Mas mudou o caráter, batia no porteiro, era uma coisa terrível”. É medicado com anticonvulsivos. Em maio desse anofazem uma mudança de casa e Guilherme passa a estar das 9 às 16 horas, não mais na casa dos avós, mas numa creche. Em junho, nasceu sua irmã, devido aos ciúmes não era possível dar o peito a menina. Aos quinze dias do nascimento da irmã, o cabelo de Guilherme começou a cair (alopecia). A mãe relata: Pouco tempo depois teve abscessos nasnádegas sem nenhuma causa. Não queria comer, não queria brincar, não tolerava ninguém, aí percebemos que havia mudado de caráter. Foram feitas diferentes investigações em Guilherme porque não comia, estava muito magro, constipado, tinha transtornos na marcha. Um profissional diagnosticou “intoxicação portálio”; outro lhe fez realizar um exame de muita complexidade que durou sete dias, por haver diagnosticado “raquitismo”. Finalmente, consultaram um renomado pediatra que afirmou que Guilherme não tinha nada e que seus transtornos eram de origem emocional. Após um período de diagnóstico, informaram que Guilherme padecia de um estadodepressivo e que tinha frustação por não poder falar. Os pais não voltaram a consultar. Por último, informaram que controlava esfíncteres fazia muito pouco tempo, e que pela noite ainda não havia conseguido fazê-lo. Vejo Guilherme pela primeira vez quando tem três anos. Seu aspecto é deestrema fragilidade. Devido ao seu pouco peso, impressionam sua fraqueza corporal e sua lentidão em certos movimentos. Sua linguagem é escassa e pobre, motivo pelo qual está em tratamento com uma fonoaudióloga. Pronuncia algumas palavras mas num tom muito tênue e utiliza sons que acompanham seus movimentos ou brincadeiras. Tem evidentes desarmonias tônico-motoras, dispraxias e uma inibição geral deseus movimentos. Esta é a primeira impressão que tenho do corpo e dos movimentos de Guilherme. Inicia o tratamento. Ao abrir...
tracking img