Guia do facilitador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 62 (15389 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Guia do
Facilitador
Versão Preliminar
2012

Guia_facilitador_final.indd 1

03/07/2012 09:45:21

Guia_facilitador_final.indd 2

03/07/2012 09:45:22

Rede Governo Colaborativa/UFRGS

Guia do
Facilitador
Versão Preliminar
2012

Editor: UFRGS

1ª Edição
Porto Alegre/RS

2012

Guia_facilitador_final.indd 3

03/07/2012 09:45:22

Guia_facilitador_final.indd 403/07/2012 09:45:22

Coordenação Nacional do VER-SUS/Brasil

Ministério da Saúde – MS
Conselho dos Secretários de Saúde – CONASS
Conselho das Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS
Rede de Governo Colaborativa
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ
Associação Científica Rede Unida
União Nacional dos Estadudantes – UNE

Este guia foi adaptadode: Fernandes, Aline et al. Estágio de vivência no SUS –
Bahia: manual do mediador. Salvador: SESAB/EESP, 2009.
A equipe de adaptação foi composta por: Alcindo Antônio Ferla, Alexandre
Souza Ramos, Mariana Bertol Leal, Emmanuela Mendes Amorim, Ana Cristina
Lima Pimentel, Luís Carlos Vieira e Rafael Chagas.
Revisão: Mariana Pires Santos

DADOS INTERNACIONAIS PARA CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO(CIP)
B823v Brasil. Ministério da Saúde. Rede Governo Colaborativo em Saúde
Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS):
guia do facilitador / Ministério da Saúde. Rede Governo Colaborativo em
Saúde – Porto Alegre: Ministério da Saúde; Rede Governo Colaborativo
em Saúde, 2012.
38 p.: il.
ISBN
1. Sistema Único de Saúde 2. Estágios 3. Prática profissional 4. Serviços desaúde 5. Aprendizagem baseada em problemas I. Rede Governo Colaborativo em Saúde II. Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de
Saúde (VER-SUS)
Catalogação na publicação: Rubens da Costa Silva Filho CRB 10/1761

5
Guia_facilitador_final.indd 5

03/07/2012 09:45:22

Guia_facilitador_final.indd 6

03/07/2012 09:45:22

SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO

9

1. OBJETIVOS DOVER-SUS/BRASIL

10

2. EIXOS ESTRUTURANTES DO VER-SUS/BRASIL
2.1 Aprendizagem significativa
2.2 Pedagogias problematizadoras
2.3 Multiprofissionalidade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade

11
11
11
12

3. PERSPECTIVA TEÓRICO-PRÁTICA

12

4. O CENÁRIO DE ENSINO-APRENDIZAGEM
QUE SERÁ OBSERVADO NA VIVÊNCIA

13

5. PAPEL DO/A FACILITADOR/A
5.1 Mochila de “arte-fatos”

6. AIMAGEM OBJETIVO:
O QUE DESEJO CONHECER EM CADA VIVÊNCIA?
a) Gestão
b) Redes de Atenção à Saúde
Atenção Básica
Serviços Ambulatoriais Especializados
Serviços Pré-hospitalares e Hospitalares
Vigilância em Saúde
c) Controle Social e Participação Popular

7. AVALIAÇÃO DO SUS: COMO ABORDAR NA VIVÊNCIA?
8. AVALIAÇÃO DO VER-SUS/BRASIL
8.1 Avaliação Diária
8.2 Avaliação Final

REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS

15
18

27
27
30
31
32
33
33
34

36
37
37
38

39

7
Guia_facilitador_final.indd 7

03/07/2012 09:45:22

Guia_facilitador_final.indd 8

03/07/2012 09:45:22

APRESENTAÇÃO
Bem-vindo/a ao VER-SUS/
Brasil!
Antes de iniciar nossas atividades, é necessário
resgatar um pouco da história dos estágios de
vivência no SUS. Em 2002, a Escola Estadual deSaúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul
(ESP-RS) criou a Assessoria de Relações com o Movimento Estudantil e Associações Científico-Profissionais da Saúde, com o objetivo de aproximar os/
as estudantes do desenvolvimento de projetos que
visam estabelecer uma política de educação para
futuros/as profissionais do SUS. A partir daí, surgiu
a proposta de Vivência e Estágios na Realidade doSistema Único de Saúde (VER-SUS), que teve como
versão piloto a vivência no Estado do Rio Grande
do Sul, sendo posteriormente ampliada para outros
Estados brasileiros. O projeto do VER-SUS/Brasil foi
iniciado em 2003, levando a 1.200 estudantes a
oportunidade de estabelecer contato com 60 Secretarias Municipais de Saúde ao longo do ano de
2004 (Ceccim, Bilibio, 2004).
Portanto, a realização...
tracking img