Guia Boas Praticas Silica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 121 (30019 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Guia de Boas Práticas para a Redução da
Exposição à Sílica Cristalina Respirável na
Indústria Cerâmica
Relatório de trabalho Nº: 333.18146-4/10

Cliente:
Contacto no cliente:
Contacto no CTCV:
Período de Realização do Trabalho:

Proj. nº 333.18146/10
FS

Rel. nº 333.18146-4/10

Associação Portuguesa da Indústria Cerâmica
Dr. António Oliveira
Francisco Silva
Abril 2011 a Dezembro 2012

Revisão:0

Data: Dezembro de 2012
Página 1 de 113

ÍNDICE
1. INTRODUÇÃO .............................................................................................................6

1.1. COMO UTILIZAR ESTE GUIA ................................................. 6
2. SÍLICA CRISTALINA RESPIRÁVEL ......................................................................................8

2.1. PARTÍCULAS EMSUSPENSÃO NO AR....................................... 8
2.2. EFEITOS NA SAÚDE..........................................................11
2.2.1. SILICOSE ........................................................................................... 11
2.2.2. CANCRO DO PULMÃO................................................................... 13
2.2.3. OUTRASDOENÇAS......................................................................... 13
3. GESTÃO DO RISCO ..................................................................................................... 14

3.1. ESTABELECIMENTO DO CONTEXTO.......................................15
3.2. COMUNICAÇÃO E CONSULTA ..............................................15
3.3. MONITORIZAÇÃO E REVISÃO...............................................15
3.4.APRECIAÇÃO DO RISCO .....................................................15
3.4.1. IDENTIFICAÇÃO DO RISCO ........................................................ 15
3.4.2. ANÁLISE DO RISCO........................................................................ 16
3.4.3. AVALIAÇÃO DO RISCO................................................................. 16
3.5. TRATAMENTO DORISCO....................................................16
3.5.1. HIERARQUIZAÇÃO DOS CONTROLOS .................................... 16
4. MEDIDAS DE CONTROLO APLICADAS AOS PROCESSOS DE FABRICO CERÂMICO ........................... 19

4.1. MEDIDAS TÉCNICAS E DE ORGANIZAÇÃO GERAIS.......................19
4.1.1. LIMPEZA DAS INSTALAÇÕES..................................................... 19
4.1.2. SALAS DE CONTROLO.................................................................. 22

Proj. nº 333.18146/10
FS

Rel. nº 333.18146-4/10

Revisão: 0

Data: Dezembro de 2012
Página 2 de 113

4.1.3. VENTILAÇÃO GERAL.................................................................... 23
4.1.4. VENTILAÇÃO LOCALIZADA....................................................... 25
4.1.5. SISTEMAS DE ASPIRAÇÃO POR VÁCUO................................. 52
4.1.6. SUPRESSÃO DE POEIRAS POR AGLOMERAÇÃO.................. 54
4.1.7. SISTEMAS DE MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE ............... 55
4.2. SECTORES E OPERAÇÕES FABRIS COMUNS ..............................56
4.2.1. ARMAZENAGEM DE MATÉRIAS-PRIMAS............................... 56
4.2.2.LABORATÓRIO................................................................................ 60
4.2.3. PREPARAÇÃO DE VIDRADOS E TINTAS.................................. 60
4.2.4. DESCARGA E TRANSPORTE DOS RESÍDUOS DOS SISTEMAS
DE DESPOEIRAMENTO ........................................................................... 62
4.2.5. ESVAZIAMENTO DE SACOS – DOSAGEM DE PEQUENAS
QUANTIDADES........................................................................................... 62
4.2.6.DESCARGA DE CAMIÕES CISTERNA – SISTEMA
PNEUMÁTICO ............................................................................................ 65
4.2.7. DESCARGA DE MATERIAL A GRANEL .................................... 65
4.2.8. ENCHIMENTO E ESVAZIAMENTO DE SACOS DE GRANDE
CAPACIDADE (BIG-BAGS)....................................................................... 66
4.2.9. PENEIRAÇÃO...
tracking img