Guerra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Movimento Marcathismo
O movimento político anticomunista desencadeado nos EUA depois da II Guerra Mundial pelo senador republicano Joseph McCarthy, durou até o final dos anos 50 e caracterizou-se pela perseguição implacável a todos os comunistas e simpatizantes com base principalmente na delação.O Macarthismo tem o nome de Joseph McCarthy, que é senador norte-americano republicano que começou ummovimento de caça aos comunistas e liberais progressistas.
Muitos cidadãos americanos conservadores da época, pensam que a repressão do radicalismo e de organizações radicais nos EUA não passava de uma luta contra um elemento perigoso que punha em risco a segurança do país, assim, medidas extremas foram tomadas e até muitas vezes ilegais. Já os cidadãos envolvidos nos conflitos, rotulados decomunistas radicais, espiões, entre outros, enxergavam as medidas como violações de seus direitos civis e Constitucionais.
O Congresso americano ativou um moderno tribunal da santa inquisição que se chamava "Comitê de Atividades Antiamericanas" e seguiram-se então inumeráveis altos de fé medievais. Foi em meio a esse clima que o senador Joseph McCarthy conquistou projeção nacional, através de suaexposição na mídia, sendo um símbolo de uma época. Sua personalidade forte fez dele a figura chave do anticomunismo, mas não foi o maior praticante senão o mais exposto. Toda a vida política foi vigiada. O mundo do cinema e das artes tornou-se um dos alvos principais dos "caçadores de comunistas".
A coexistência pacífica (1955-73)
Coexistência pacífica foi um termo de política internacionalcunhado pelo líder soviético Nikita Khrushchev para se referir às relações que manteria no futuro a União Soviética e os Estados Unidos dentro da chamada Guerra Fria, e geralmente aceita como política soviética no período de 1955 a 1962 a partir do ponto de vista ocidental, e de 1955 a 1984 a partir do ponto de vista soviético.[1]
Foi adotada por Estados socialistas ou de influência soviética, eafirmava que eles poderiam coexistir pacificamente com os Estados capitalistas. Esta teoria foi contrária ao princípio que o comunismo e o capitalismo eram antagônicos e nunca poderiam existir em paz. A União Soviética aplicou-a às relações entre o mundo ocidental e, em particular, com os Estados Unidos, os países da OTAN e as nações do Pacto de Varsóvia.
Com a morte de Stalin, em 1953, subiu ao poderNikita Kruschev o que desencadeou um processo de abertura, amenizando o rigor da censura, reduzindo o poder da polícia política, reabilitando presos políticos e fechando diversos campos de trabalhos forçados. Esse processo foi denominado "degelo" e "desestalinização". No XX Congresso do Partido Comunista da União Soviética, em fevereiro de 1956, Kruschev revelou e denunciou os abusos, crimes e o"culto da personalidade" cometidos durante o governo de Stalin.
Isso repercutiu amplamente nos países socialistas da Europa Oriental (em 1956 ocorreria a Revolução Húngara que visava por fim ao aparato repressivo do regime stalinista, mas que logo foi esmagado com a intervenção da URSS), e na China com a ruptura sino-soviética nas décadas de 1950 e 1960. Durante os anos 1960 e início dos anos1970, a República Popular da China, sob a liderança de seu fundador, Mao Tse-tung, que alegou que a atitude beligerante deveria ser mantida para os países capitalistas e, por isso, inicialmente rejeitou a coexistência pacífica considerando-a como revisionismo da teoria marxista. No entanto, em 1972 a sua decisão para estabelecer uma relação comercial com os Estados Unidos, a China também adotaria umaversão da teoria da coexistencia pacífica ao estabelecer relações entre países não-socialistas.
Esta política também possibilitou uma aproximação entre os líderes da URSS e dos EUA. Kruschev reuniu-se diversas vezes com os presidentes norte-americanos: com Dwight D. Eisenhower, em 1956, no Reino Unido; em 1959 nos Estados Unidos; e em 1960 na França; e com John Kennedy se encontrou uma vez, em...
tracking img