Guerra fria – eric hobsbawm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (507 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Em seu texto, Guerra Fria, da Era dos Extremos, Hobsbawm divide o período de disputas das duas potências (Estados Unidos da América e União Soviética) em duas fases: a primeira que vai do final daSegunda Guerra Mundial até os anos 70 e a segunda, que vai do início dos anos 70 até a dissolução da URSS em 1991.
O que ocorria na verdade, é que existia uma possibilidade de extrema grandeza de umconflito, e não era um conflito comum, e sim nuclear. No entanto, o autor discorre o fato dizendo que as potências não tinham a intenção real de desencadear uma guerra, devido ao fato de que esses doisatores tinham a consciência da destruição de ambos os lados e de toda a humanidade caso a guerra explodisse, o que era expressado pela sigla MAD, que significa do inglês, Destruição Mútua Inevitável.Após a II guerra, o mundo ficou dividido de acordo com algumas conferências: os EUA dominavam o hemisfério norte, o mundo ocidental capitalista e os oceanos. A URSS ficara com o leste europeu elugares dominados pelo Exército Vermelho ou pelas Forças Armadas Comunistas. Os conflitos de disputas territoriais ficaram restritas às áreas de Estados independentes recentemente, devido ao fim dacolonização dos impérios no final do século XIX e ao correr do século XX.
Acontece que, mesmo sabendo da não intenção expansionista da URSS, o governo norte-americano achou interessante alimentar a idéia da“ameaça vermelha” e manipular a mídia, fazendo propagandas pró-governo para ganhar votos e aumentar a representação do partido ajudado no congresso. Tal fato, junto à manipulação de discursospolíticos, levaram a um grande crescimento do setor bélico dos EUA, o que acarretou no armamento não só do país como de todo o globo.
Todo esse contexto, além de ter sido fundamental para a manutenção doequilíbrio de poder do Sistema Internacional, fez com que Estados, mesmo não sendo comunistas, se aliassem à URSS para lutar contra o imperialismo norte-americano. Do outro lado, países europeus que...
tracking img