GUERRA DAS MALVINAS

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



Este projeto tem como objetivo analisar as causas do conflito, chamado Guerra das Malvinas, para isto abordará três teorias de Relações Internacionais: Neo-realismo, Neoliberalismo e Construtivismo, além de artigos e sites acadêmicos relacionados ao assunto.
A contextualização histórica sobre a Guerra das Malvinas, está descrita adiante no Panorama, após isso dar-se-á asanálises baseadas nas teorias descritas acima, que terá a função de explicar segundo suas premissas o porquê do conflito.
O Neo-realismo irá explicar a partir do se chama grau de capacidade relativa, o Neoliberalismo irá explicar a partir da premissa da institucionalização do Estado, enquanto que o Construtivismo abordará sobre os conceitos acerca da identidade do Estado.
Apesar de todas as teoriasterem explicações plausíveis sobre o conflito, a teoria Neo-realista como será abordado durante a conclusão é que melhor se aplicou ao conflito.






























PANORAMA


Durante o governo do general Galtieri, década de 1980, a Argentina enfrentava muitas dificuldades econômicas “a inflação ultrapassava 150% ao ano, os sindicatos se agitavam e apopulação reclamava” (KERSAUDY), para tirar o foco da crise e recuperar sua popularidade, Galtieri armou um plano: recuperar as Ilhas Malvinas, que desde 1883 estava sob o comando da Inglaterra, sob o nome de Falklands.
Então em 2 abril de 1982, tropas argentinas, tomam Port Stanley dando ínicio ao confronto que duraria até junho do mesmo ano, quando isto ocorre a Inglaterra , sob o comando de MargaretThatcher, dá um ultimo para que as tropas Argentinas se retirem ,diante da recusa ,os ingleses em 5 e abril saem da Inglaterra e chegam as Malvinas,depois de vários confrontos sobre terra,água e ar, a Inglaterra vence o confronto garantindo sua ligitimidade sobre o arquipélago.( HISTÓRIA VIVA)































NEO-REALISMO

O Neo-realismo é umateoria que nasce no final da década de 1970, como explica Sarfati em seu livro Teoria de Relações Internacionais (2006), seu expoente é Kenneth Waltz com sua obra Theory of international politics (1979), a Teoria Neo-Realista surgirá como uma superação da Teoria Realista.
As premissas neo-realistas residem no Sistema Internacional (SI), entende-se sistema na visão da teoria sistêmica como “[...]theories that conceive of causes operating at the international level as well are systemic [...]” (WALTZ, 1979, p.18), sistema esse que é anárquico, e anarquia é entendida como “[...] relations of coordination among as systems units, and that implies their sameness [...]” (WALTZ, 1979, p.93).
A maneira como esses atores interagem dentro do SI é fundamental para o desenvolvimento das políticasinternacionais, pois “[...] a structure is denifined by the arrangement of its parts [...]” (WALTZ, 1979, p.80).
Partindo disto é possível compreender o conflito entre Argentina e Inglaterra, chamado Guerra das Malvinas, considerando que a capacidade militar argentina, em relação à inglesa é menor, partindo desta análise sobre distribuição de capacidades que de acordo com Sarfati:“[...] em um sistema no qual o objetivo básico das unidades são a sobrevivência e a manutenção de sua posição na estrutura internacional, o elemento da capacidade de prover segurança deve ser visto em termos comparativos com os outros Estados, que podem ameaçar a sua segurança [...].” (SARFATI, 2006, p.148)

Através disto podemos entender que aArgentina ao invadir as Ilhas Malvinas, buscava o aumento de sua capacidade relativa porque “in the perfomace of their functions, agencies may gain or lose them” (WALTZ, 1979, p. 82), alegando legitimidade sobre estas, a Inglaterra sob esta mesma alegação decide intervir, mas esta também busca manter sua capacidade relativa ao impedir que a Argentina consiga o domínio das terras, já que as...
tracking img