Guerra civil siria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2434 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Guerra Civil Síria
A Guerra Civil Síria (as vezes referida como Revolta Síria) é um conflito interno em andamento na Síria, que começou como uma série de grandes protestos populares em 26 de janeiro de 2011 e progrediu para revolta armadaem 15 de Março de 2011, influenciados por outros protestos simultâneos na região. As manifestações populares por mudanças no governo foram descritas como "semprecedentes". Enquanto a oposição alega estar lutando para destituir o presidente Bashar al-Assad do poder para posteriormente instalar uma nova liderança mais democrática no país, o governo sírio diz estar apenas combatendo "terroristas armados que visam desestabilizar o país".
Foram iniciados como uma mobilização social e midiática, exigindo maior liberdade de imprensa, direitos humanos e umanova legislação. A Síria tem estado em estado de emergência desde 1962, que efetivamente, suspende as proteções constitucionais para a maioria dos cidadãos. Hafez al-Assad esteve no poder por trinta anos, e seu filho,Bashar al-Assad, tem mantido o poder com mão firme nos últimos dez anos. Os protestos começaram em frente aoparlamento sírio e a embaixadas estrangeiras em Damasco.
O presidenteBashar al-Assad afirmou que seu país está imune a todos os tipos de protestos em massa como os que ocorreram no Cairo, Egito.
Os protestos em 18 e 19 de março foram os maiores que ocorreram na Síria em décadas, tendo as autoridades sírias respondido com violência contra os manifestantes. O Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon, chamou o uso da força letal de "inaceitável".
Após a morte demais de oitenta rebeldes sírios, a União Europeia, representada por Catherine Ashton, classificou a situação do país como "intolerável" e solicitou que reformas ocorram na Síria.
Em resposta aos protestos, o governo sírio enviou suas tropas para as cidades revoltosas com o objetivo de encerrar a rebelião. O resultado da repressão e dos enfrentamentos com os protestantes acabou sendo de centenasde mortes, a grande maioria de civis. Muitos militares se recusaram em obedecer às ordens de suprimir as revoltas e manifestações, e alguns sofreram represálias do governo por isso. No fim de 2011, soldados desertores e civis armados da oposição formaram o chamado Exército Livre Sírio para iniciar uma luta convencional contra o Estado. Em 23 de agosto de 2011, a oposição finalmente se uniu em umaúnica organização representativa formando o chamadoConselho Nacional Sírio. A luta armada então se intensificou, assim como as incursões das tropas do governo em áreas controladas por opositores. Em 15 de julho de 2012, com grandes combates irrompendo por todo o país, a Cruz Vermelha internacional decidiu classificar o conflito como guerra civil (o termo preciso foi "conflito armadonão-internacional") abrindo caminho à aplicação do Direito Humanitário Internacional ao abrigo das convenções de Genebra e à investigação de crimes de guerra.
Segundo informações de ativistas de direitos humanos dentro e fora da Síria, o número de mortos no conflito pode chegar a 40 000 pessoas, sendo mais da metade de civis. Outras 100 mil pessoas teriam sido detidas pelo governo. Pelo menos 250 mil sírios játeriam buscado refúgio no exterior para fugir dos combates, com quase metade destes tomando abrigo na vizinha Turquia.

No momento da revolta, Síria se encontrava sob estado de emergência desde 1962, sendo assim suspensas as garantias constitucionais que protegem a população síria. Então o regime instalou um estado policial, suprimindo qualquer manifestação pública que fosse contra o governo.Durante esses anos, distúrbios civis foram fortemente reprimidos, causando centenas de mortes, como no massacre de Hama. O governo sírio justificou o estado de emergência, dizendo que a Síria estava em estado de guerra com Israel.
Desde 1963, após um golpe de estado, Síria é governada pelo Partido Baath. Apesar das mudanças de poder no golpe de estado de 1966 e no golpe de 1970, o Partido Baath...
tracking img