Guerra civil norte americana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1183 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho

De

História



Assunto: Guerra Civil Norte Americana

Prof°: Roberto





Guerra Civil Norte Americana (Guerra de Secessão)

A Guerra Civil dos Estados Unidos, que teve início em 1861, foi um dos momentos cruciais para a unificação Norte-Americana, uma nação que cresceu e se desenvolveu a partir das armas. Esta foi a guerra de maior impacto na populaçãonorte-americana, com baixas 10 vezes maiores do que a famosa Guerra do Vietnã.

O embate entre as colônias do Sul e do Norte ocorreu devido às diferenças políticas. Era impossível coexistir pacificamente, apesar de várias vezes terem lutado por causas comuns, como a anexação de territórios mexicanos e a expansão para o Oeste.

O Norte caracterizava-se por ser mais desenvolvido tecnologicamente,ter um crescimento industrial, enfatizar as pequenas e médias propriedades agrícolas e, majoritariamente, os trabalhadores eram livres e assalariados. O Sul possuía o sistema plantation e escravidão caminhando juntos, indissociáveis, e o poder político e econômico encontrava-se nas mãos de poucos grandes senhores de terras que dominavam suas regiões. Sempre aprendemos que enquanto o Sul eraescravista, o Norte era abolicionista, que lutava pelos direitos dos negros. Contudo, uma das semelhanças entre as duas regiões foi o tratamento dado aos negros, pois em ambos os lugares estavam de fora da cena política, das decisões de bem social e, além disso, sofriam forte preconceito dos brancos. A diferença estava na legislação, pois no Sul a escravidão era garantida pela lei.

As brigastiveram início a partir da anexação, compra e conquista dos novos territórios a Oeste, pois as duas regiões dominantes discordavam sobre qual sistema político deveriam implantar nas novas terras. Apesar de o Norte superar o Sul em demanda em números populacionais, o Congresso possuía mais representantes sulistas, e estes exigiam a implantação da sua maneira de governar. Ou seja, eles queriam odireito de estender o sistema de plantation de algodão, pelo seu alto valor comercial, e o escravista. Além de que aumentaria o poder dos governantes sulistas em escala federal.

O grande debate sobre a escravidão foi o que fez a diferença nas eleições de 1860 e no estopim da Guerra Civil. Foi neste ano que Abraham Lincoln, uma das personalidades mais populares dos Estados Unidos, foi eleitopresidente pelos republicanos. Começa aí os novos rumos para a História Norte-Americana.

Os sulistas não gostaram da eleição de Lincoln, considerado muito apaziguador e um verdadeiro abolicionista. Já os nortistas o tinham como conservador, pois não defendia abertamente o fim da escravidão e o direito dos negros. Sua habilidade retórica, seus bons discursos, fez com que Lincoln conseguisselevar por um tempo a situação sem maiores problemas. Contudo, as diferenças permaneciam cada vez mais irreconciliáveis.

Cada vez mais crescia a idéia de separação do Sul do restante do país. Lincoln, temendo essa reação, já havia declarado que não aceitaria essa posição e combateria com armas a tentativa. No final de 1860 a Carolina do Sul se excluiu da Constituição federal, e um pouco maistarde, Texas, Mississipi, Alabama, Geórgia, Flórida seguiram o mesmo caminho, causando desespero geral nos congressistas que acreditavam numa conciliação. Estes estados formaram juntos, os chamados Estados Confederados da América, uma nova “nação”, portanto, com um novo presidente, Jefferson Davis. Essa decisão desencadeou os conflitos militares, que começaram em Charleston, na Carolina do Sul, ondese situava uma base dos militares da União, chamada Sunter.  Lincoln ignorou o pedido dos Confederados de evacuação completa da base, e, em 1861, foi o início armado da Guerra Civil.

Ambas as regiões pensavam que o conflito seria rápido e sem grandes conseqüências. O Norte imaginou dominar os Confederados, confiando na sua superioridade bélica. Já o Sul, com toda a soberba sulista, não...
tracking img