Guerra civil na libia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2032 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Guerra Civil na Líbia

Localização da Líbia (em verde-escuro) no contexto dos países árabes onde há protestos.
Guerra civil na Líbia é o conflito bélico que está em andamento no país do norte africano. Começou com uma onda de protestos populares com reivindicações sociais e políticas, iniciada em 13 de fevereiro de 2011 na Líbia. Faz parte do movimento de protestos nos países árabes em 2010 e2011. Tal como na revolução na Tunísia e na revolução no Egipto, os manifestantes exigiam mais liberdade e democracia, mais respeito pelos direitos humanos, uma melhor distribuição da riqueza e a redução da corrupção no seio do Estado e das suas instituições. O chefe de Estado líbio, Muammar Kadafi, também conhecido pelos nomes Gaddafi, Kadhafi e Qaddafi, é o chefe de Estado árabe no cargo hámais tempo: lidera a Líbia há 42 anos
As principais alterações ocorreram nas cidades de Al Bayda', Derna, Benghazi e Bani Walid e em vários outros locais, porém em menor grau. Para evitar o "efeito dominó" dos vizinhos Tunísia e Egipto, o governo líbio reservou um fundo de vinte e quatro milhões de dólares no dia 27 de Janeiro de 2011, para financiar a construção de habitações e desenvolversocialmente o país. Vários intelectuais aliaram-se aos manifestantes, e, na sua maioria, foram presos, como o escritor e comentarista político Jamal al-Hajji, preso em 1 de Fevereiro, que teria "apelado pela Internet aos protestos pela liberdade na Líbia", e acusado dois dias depois, o que motivou protestos da Amnistia Internacional que alega que al-Hajji está preso por razões políticas não-violentas.Índice
[esconder]
• 1 Antecedentes
o 1.1 Khadafi no poder
o 1.2 Corrupção e direitos humanos
• 2 Acontecimentos
• 3 Resolução da ONU e intervenção militar
o 3.1 Resolução 1973 da ONU
o 3.2 Intervenção Militar
• 4 Reação internacional
o 4.1 Órgãos internacionais
o 4.2 Países
• 5 Referências
• 6 Ligações externas

Antecedentes

Muammar al-Gaddafi
Khadafi no poder
Em 1969, a Líbiapassava por uma grande insatisfação popular pelo governo de Idris I. O petróleo do país era usado pelos Estados Unidos sem que a Líbia e seus habitantes recebessem melhorias. Kadhafi era um dos líderes dessas insatisfações e, após o golpe de estado de 1º de setembro de 1969, instalou-se no poder. As primeiras decisões de Kadhafi foram proibir bebidas alcoólicas e jogos de azar. O país tambémpassa a ser rígido e a seguir fielmente os preceitos islâmicos, retirando todas as comunidades judaicas do país.
No período de Kadhafi, houve melhorias na moradia, já que antes de Khadafi, algumas pessoas povoavam os centros urbanos com barracos de metal. Foi praticamente erradicado o analfabetismo no país. A Líbia avançou nos sectores sociais e económicos graças aos lucros do petróleo.
Corrupção edireitos humanos
A maior parte da riqueza adquirida pela venda do petróleo líbio foi utilizada para a compra de armas, que, utilizadas pelo governo, servem para oprimir a população. De acordo com o Índice de Liberdade de Imprensa, a Líbia é o país com maior censura do norte da África. A Líbia foi suspensa do Conselho de Direitos Humanos da ONU por cometer violações aos direitos humanos no país,principalmente contra os opositores ao governo.
Acontecimentos

Estado actual da Guerra Civil
Sob controle dos opositores
Sob controle de Gaddafi
Combates em curso/Situação incerta
As primeiras manifestações começaram em 15 de Fevereiro de 2011 e nos próximos dias, mais de uma dezena de manifestantes foram mortos em confrontos com grupos pró-Kadhafi e a polícia secreta. Também foirelatado que a repressão atingiu um alto nível, tendo ocorrido bombardeios indiscriminados de cidades, franco-atiradores assassinando manifestantes, causando também um declínio na economia da Europa, onde o euro caiu e os preços do petróleo em Londres subiu para níveis acima de 110 dólares.
Os protestos contra a intransigência do governo e a brutal repressão contra os manifestantes, degeneraram em...
tracking img