Guelos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 76 (18802 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CULTURAS PARTIDÁRIAS Joaquim Aguiar

VII

257

VII CULTURAS PARTIDÁRIAS

formação de partidos não é uma actividade livre, está condicionada ao que for a estrutura do campo político. Não basta a vontade e a convicção, é preciso que haja interesses sociais que aceitem ser representados para que um partido exista. E mesmo que haja vontade e convicção de um protagonista político comprestígio, mesmo que haja interesses sociais que podem aceitar ser representados por esse partido, ainda é necessário que os outros partidos, já instalados ou em vias de formação, não consigam, ou não queiram, resistir à formação desse partido. A estruturação de um sistema de partidos é o resultado complexo da articulação entre a convicção e a vontade de personalidades fundadoras dos partidos (queidentificam uma oportunidade de expressão de valores políticos e assumem a responsabilidade de proporem e estabelecerem uma identidade partidária que concretize essa oportunidade, associando interesses sociais a uma posição política e a um programa) e um específico campo político onde já existem outras expressões de valores políticos diferenciados (que também se traduzem em organizações partidárias e queirão defender os seus espaços políticos próprios, as suas posições e as suas representações de interesses sociais, tentando impedir a entrada de um novo concorrente). Na medida em que o campo político tem uma certa estrutura, que resulta do modo de representação dos interesses existentes nessa sociedade, os partidos que existem nesse campo político expressam culturas políticas próprias que sãoparte da cultura política dessa sociedade. Na sua acção política, cada partido opera num referencial temporal do presente e do futuro, como é normal nos processos de decisão e de concretização de programas. Porém, como cada partido também se insere na cultura política da sociedade, cada cultura partidária revela uma linha de continuidade com o passado, com os seus sucessos e os seus fracassos, aindaque sejam diferentes os protagonistas, as questões a que tiveram de responder nesses outros períodos e até a designação dessa posição partidária.

A

Campo político e criação de partidos
Quando um campo político já está estruturado, é remota a possibilidade de criação de novos partidos que sejam relevantes, que venham a atingir o estatuto de partido com vocação governamental. Em geral, aformação de um

258

Joaquim Aguiar

novo partido em campos políticos estruturados tem de respeitar condições rígidas. Ou resulta da cisão de um partido já existente, ou decorre da exploração da oportunidade para a formação de um partido de pequena dimensão que, por defender valores regionalistas ou temas programáticos específicos, se proponha aliar-se a um partido maior para ganhar relevânciapor proximidade do poder, ou aparece defendendo temas políticos novos, associados a uma nova diferenciação de posições políticas, referenciando-se a novas clivagens. Isto é, a possibilidade de alteração do formato de um sistema partidário num campo político estruturado pressupõe que haja uma crise dessa estruturação e que a introdução de um novo elemento, ou a conversão de um elemento jáexistente, ofereça a oportunidade de reestruturar esse campo político. Pelo contrário, é na fase de fundação de um regime político, depois de uma crise de grande intensidade, que tenha alterado o campo político e provocado o colapso do anterior sistema partidário, que se vai estabelecer uma nova delimitação de espaços no campo político, com um novo tipo de objectivos e com um novo sistema dediferenciações, permitindo a implantação dos partidos e a estruturação do sistema partidário. Emergindo de uma crise de descontinuidade, a fundação de um novo regime político, com o seu campo político específico, precisa de partidos que estruturem a sociedade em função de um novo sistema de valores e de um novo tipo de clivagens, estabelecendo um novo mapa para o campo político. Emergindo da descontinuidade...
tracking img