Grupos nas organizações

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8414 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
OS GRUPOS DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES
(Este texto me foi entregue sem a referência bibliográfica. Se alguém o conhecer, por favor informem o autor e
a obra que faço a devida correção.)
Introdução
Nos últimos 30 anos o estudo do comportamento dos grupos vem aparecendo como uma parte cada vez mais
importante do comportamento organizacional e da literatura administrativa. Há várias razões desenso-comum
que mostram por que o estudo e o interesse pelos grupos vai continuar. Uma das razões mais fortes é a de
que a maior parte do dia de trabalho das pessoas é gasta dentro de grupos. Como já é fato consumado que a
filiação a um grupo é parte da vida de trabalho da maioria dos empregados, é preciso que o gerente
compreenda a formação, o desenvolvimento e as características dosgrupos. Eis algumas das razões mais
evidentes que mostram por que a compreensão dos pequenos grupos é importante para os administradores:
O administrador lidera grupos de subordinados.
A participação no grupo influencia a conduta e o desempenho de seus membros.
Os grupos que entram em conflito podem restringir a realização das metas organizacionais.
A influência que ogrupo exerce sobre a pessoa é diferente para cada indivíduo. Algumas pessoas
podem ser totalmente influenciadas pelo grupo, outras sofrem influência mínima ou não sofrem influência
alguma.
Cada uma destas razões para estudar e compreender os grupos está relacionada à eficácia. Por exemplo, os
grupos que entram em conflito podem impedir o desempenho eficaz. Os administradores queignoram a
formação, o desenvolvimento e as características dos vários grupos existentes dentro de uma organização
estão tornando seu trabalho muito mais difícil.
Não existe nenhuma definição de grupo aceita por todos. Em vez de apresentarmos uma definição imediata,
pareceu-nos mais adequado apresentar um conjunto de definições e depois fazer uma síntese de todas elas,
síntese esta que nospossibilite uma definição abrangente do grupo. Certamente, há muitos pontos em
comum nestas definições, e é evidente que seus autores estavam considerando os diversos aspectos dos
grupos.
O grupo olhado pelo ângulo da percepção
Uma das definições baseia-se na percepção dos membros do grupo. Afirma-se que os membros devem
perceber suas relações mútuas para que possam considerar-se um grupo.Um exemplo desse tipo de
definição é o seguinte: "Define-se pequeno grupo como sendo qualquer número de pessoas interagindo
face a face numa reunião ou numa série de reuniões, onde cada membro recebe alguma impressão do
outro, de modo que possa reagir, no momento ou mais tarde, à outra pessoa mesmo que esta reação seja
apenas a percepção de que a outra pessoa esteve presente".
Estadefinição assinala que os membros do grupo devem perceber a existência de cada membro e a
existência do próprio grupo.
O grupo visto pelo ângulo da organização
Os sociólogos consideram o grupo, primariamente, em termos de características organizacionais. Uma
destas definições é a seguinte: "...grupo é um sistema organizado de dois ou mais indivíduos
inter-relacionados, de modo que o sistemacumpra alguma função e que haja um conjunto de relações de
papéis-padrão entre os membros e um conjunto de normas que regule a sua função e a função de cada um
dos membros".
Esta definição enfatiza algumas das características importantes dos grupos, como papéis e normas, que
serão discutidas mais tarde, neste capítulo.
O grupo visto pelo ângulo da motivação
Um grupo que fracassa aotentar ajudar seus membros a satisfazer suas necessidades terá dificuldade em
continuar como grupo. Os empregados que não conseguirem satisfazer suas necessidades num grupo
particular passarão a procurar outros grupos que os ajudem a satisfazer as necessidades em questão. Essa
interpretação motivacional define o grupo como:
"...um conjunto de pessoas cuja existência como conjunto é...
tracking img