Ground theory e estudos organizacionais no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3687 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
GROUND THEORY E ESTUDOS ORGANIZACIONAIS NO BRASIL Mariana Baldi- PPGA/EA/UFRGS; e-mail: mbaldife@yahoo.com.br Palavras-chave: Ground Theory – estudos organizacionais – pesquisas exemplares INTRODUÇÃO Os estudos organizacionais são, predominantemente, orientados por uma epistemologia atrelada ao projeto modernista, o positivismo. Positivismo, de acordo com Burrell e Morgan (1979), procuracompreender e predizer o que acontece no mundo social através da busca por regularidades, fazendo uma análise causal de seus elementos constituintes. A epistemologia positivista é baseada, essencialmente, numa abordagem tradicional, a qual domina as ciências naturais. Procura-se, através desta estabelecer leis sociais da mesma forma que se elabora leis nas ciências naturais. O método é encarado como agarantia de se coletar os dados certos para provar determinado ponto (Carter e Jackson, 1993; Cálas e Smircich, 1999). A partir desta concepção pesquisadores buscam a promulgação de características universais da realidade e, consequentemente, das organizações. A epistemologia do pensamento moderno reside sua crença no pensamento racional, ou seja, na crença de que os seres humanos são sujeitosautônomos, cujos desejos e interesses são independentes dos desejos e interesses dos outros (Cooper e Burrell, 1988; Cálas e Smircich, 1999). Em contraposição aos pressupostos anteriores e, em consonância com Strauss (1987), defende-se a necessidade de se desenvolver conceitos que permitam capturar a variância e a complexidade dos fenômenos sociais. Argumenta-se que, para tal, é necessário desenvolverteoria em íntima relação com os dados. Neste artigo sugere-se que Ground Theory pode contribuir para o desenvolvimento de teorias que ajudem a compreender as organizações no contexto brasileiro. Neste artigo são apresentados e discutidos os principais elementos de análise da Ground Theory bem como dois dos artigos selecionados por Frost e Stablein (1992) em seu livro Doing Exemplary Research. Estesartigos são utilizados para ilustrar como esta abordagem pode ser usada nos estudos organizacionais, provendo assim um importante desenvolvimento teórico a partir dos dados coletados. GROUND THEORY Ground Theory foi desenvolvida por Glaser e Strauss na década de 60 e apresenta uma série de características distintivas. Como Strauss (1987) salienta fenômenos sociais são complexos, entretanto, em suagrande maioria, pesquisadores têm estes fenômenos em termos relativamente simples, ignorando sua complexidade. O autor destaca que, para dar sentido a complexidade, é necessário: primeiro, que a coleta e a interpretação dos dados seja guiada por sucessivas interpretações durante o decorrer do estudo; segundo, para evitar a simplificação do fenômeno, deve-se adotar um referencial conceitualmentedenso, identificando os conceitos e suas interligações e; finalmente, os dados devem ser examinados detalhadamente, intensivamente, para que se entenda a complexidade que está não só por detrás deles mas que estão além deles. Tal como os pesquisadores positivistas defende-se a necessidade de objetividade. No entanto, distingue-se da concepção de objetividade dos positivistas pois, para a GroundTheory, objetividade não significa o controle de variáveis mas a possibilidade de se “dar voz” aos atores, sejam eles, indivíduos ou organizações. Neste sentido, objetividade atrela-se ao

processo em que o pesquisador se coloca “de lado”, para que novos conhecimentos e interpretações surjam. Defende-se que a completa objetividade não pode ser alcançada pois, em qualquer processo de pesquisasempre existirá um elemento de subjetividade (Strauss e Corbin, 1998). Três fases caracterizam a estratégia de pesquisa adotada no trabalho: indução, dedução e verificação. Deduções são feitas a partir do início do projeto de pesquisa em forma de questões teóricas. As respostas iniciais à estas questões recebem o status de hipóteses, ou seja, de possíveis categorias, as quais - posteriormente -...
tracking img