Grego meldel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2703 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Gregor Mendel
| | |

Gregor Mendel
Gregor Mendel, nasceu em Heizendorf, na Áustria, no ano de 1822 (HENIG, 2001). Ele é considerado hoje o pai da genética por ter sido o primeiro cientista a descobrir os mecanismos básicos da hereditariedade. Com seu trabalho “Ensaios sobre a hibridização de plantas”, descobriu os princípios da transmissão hereditária e formulou Leis que são o fundamentobase de toda a Genética atual.
Depois de cultivar as ervilhas durante um período de dois anos, conseguiu isolar as linhagens puras, mais especificamente 22 linhagens, e podia observar nelas sete traços bastante distintos. Sete traços fáceis de identificar a olho nu e que nunca se misturavam.
Seu objetivo era observar esses caracteres (traços) e verificar de que forma eram transmitidos aosdescendentes nas sucessivas gerações.
Os sete traços que Mendel observava em suas plantas eram os seguintes:
1. Forma ou aspecto da semente: lisa ou rugosa
2. Cor da semente: verde ou amarela
3. Cor da película ou casca da semente: branca ou cinzenta
4. Forma da vagem: lisa ou ondulada
5. Cor da vagem: verde ou amarela
6. Localização da flor: axial (ao longo do caule) ou terminal (na ponta docaule)
7. Altura da planta: alta ou baixa
Calcula-se que no final do seu experimento, Mendel contou mais de 10.000 plantas, 40.000 flores e 300.000 sementes. E aí entra outra paixão do monge: a contagem. Era um apaixonado por matemática. Finalmente estudou, interpretou os dados, empregou análises estatísticas e formulou suas leis. Descobriu um princípio genético fundamental: a existência decaracterísticas devido a um par de unidades (partículas) elementares da hereditariedade, conhecidas atualmente como genes. Estabeleceu pela primeira vez os termos dominante e recessivo e, além disso, foi também o primeiro a expressar e explorar dois conceitos muito importantes: as diferenças entre fenótipo e genótipo (HENIG, 2001).
Mendel publicou oficialmente seu artigo no meio científico num total dequarenta cópias. Destas, só se conhece o destino de doze.
Inclusive uma separata foi encontrada esquecida e ainda selada no escritório de Darwin (HENIG, 2001). Possivelmente, muitas outras destas cópias seguiram o mesmo rumo: jamais foram lidas por seus destinatários.
Infelizmente, enquanto estava vivo, Mendel jamais teve seu trabalho reconhecido, mas segundo um colega do mosteiro, apesar disso,manteve-se sempre bastante otimista e confiante com relação à sua obra, porém com certeza intristecia-se vendo que a comunidade científica, pela qual ele nutria grande respeito e consideração, não havia aceitado nem reconhecido sua pesquisa com as ervilhas. Apesar disso, afirmou convicto, certa vez, para um amigo que “seu tempo iria chegar” (RICHTER, 2000).
Gregor Mendel morreu no dia 6 dejaneiro de 1884, na obscuridade, aos 63 anos de idade. Mas seu dia realmente chegou. Anos mais tarde, em 1900, a sua obra foi redescoberta por três cientistas (Hugo de Vries, Karl Correns e Erich Von Tschermak) independentemente na Holanda, Alemanha e Áustria, tendo seu devido reconhecimento no meio científico. De qualquer forma hoje, depois de refeitas todas as suas experiências e análisesestatísticas, é dele o mérito de dar o primeiro grande passo na história da ciência com relação aos mecanismos responsáveis pela transmissão de características hereditárias. Assim surgiu a chamada Genética Mendeliana e Mendel foi finalmente consagrado Pai da Genética.
Referências Bibliográficas
CHLOUPEK, O. One hundred years of Mendelism – one hundred years of genetics. In: Mendel Centenary Congress – 100years of Genetics for Plant Breeding, 2000, Brno. Vorträge für Pflanzenzüchtung. Göttingen, Gesellschaft für Pflanzenzüchtung, mai 2000. Heft 48. 9-26 p.
HENIG, R. M. O monge no jardim: o gênio esquecido e redescoberto de Gregor Mendel, o pai da genética. Tradução Ronaldo Sérgio de Biasi. Rio de Janeiro: Rocco, 2001. 256 p.
MARSCHALEK, I. Gregor Mendel: um trabalho fundamentado em recorrência...
tracking img