Gramática normativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6843 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

A Gramática normativa, conhecida como Gramática Tradicional, originou-se a partir de critérios filosóficos e mesmo na atualidade, apesar de existirem vários modelos de sociedade e cultura, a Gramática Normativa se mantém.

Portanto, mesmo diante das evoluções e involuções, a Gramática Normativa se mantém, pois sua base está alicerçada como parte da indagação sobre anatureza do mundo e das instituições sociais.

Dessa forma, a Gramática Normativa não e algo que se decore ou que se coloque regras desprovidas de significação, haja vista sua aplicação necessariamente dever ser entendida de maneira contextualizada, fato que não é tarefa corriqueira desprovida de um cabedal teórico metodológico abrangente.

Palavras chave: Gramática Normativa –Embasamento Filosófico – Análise Contextual.

ABSTRACT

The normative Grammar, known as Grammatical Traditional, originated from philosophical criteria and same in the present time although some models of society and culture to exist, the Normative Grammar if keep. Therefore, exactly ahead the evolutions and involutions, the Normative Grammar if keeps, therefore its base isliveried as part the investigation on the nature the world and the social institutions.

Of this form, the Normative Grammar not and something that if decorates or that if it places rules unproved of significance, have seen its application necessarily duty to be understood in contextualizada way, fact that is not current task unproved one fund theoretical methodological including.Key words: Normative Grammar - Philosophical Basement - Contextual Analysis.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO………………………………………………................................p. 5

1 – AS BASES DA GRAMÁTICA NORMATIVA

1.1 – Gramática normativa e filosofia...........................................................p. 7

1.2 – As classes daspalavras......................................................................p 10

1.2.1 – Influência das categorias aristotélicas nas classes de palavras..p.12

1.2.2 – A contribuição da filosofia na conceituação das classes de palavras......................................................................................................................p. 14

1.2.3 – O critériosemântico.........................................................................p. 14

1.2.4 – O critério morfológico......................................................................p. 15

1.2.5 – O critério sintático............................................................................p. 16

2 – VARIAÇÕES LINGUISTICAS E AS FORMAS DE TRANSFORMAÇÕES.

1. – As variações lingüísticasobedecem a critérios diversificados......p. 18

2.1.1 – Unidade e variedade da língua........................................................p. 20

2. – A questão do preconceito lingüístico no Brasil................................p. 23

3 – GRAMÁTICA NORMATIVA – GRAMÁTICA COLOQUIAL E A REVOLUÇÃO TÉCNICA CIENTÍFICA E INFORMACIONAL

3.1 – A “democratização” doensino no Brasil e o uso de tecnologias requer transformações gramaticais........................................................................p. 28

3.1.1 – A “democratização do ensino”, linguagem coloquial e o ensino da gramática.................................................................................................................. p. 28

3.1. 2 – A gramáticadescritiva....................................................................p. 30

3.1.3 – A gramática internalizada................................................................p. 31

3.1.4 – As tecnologias de informação e comunicação e o ensino da gramática...................................................................................................................p. 34...
tracking img