Goias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O homem com ser social artigos
O homem normal não é social da mesma maneira aos seis meses ou aos vinte anos de idade, e, por conseguinte, sua individualidade não podeser da mesma qualidade nesses dois diferentes níveis.
Se tomarmos a noção do social nos diferentes sentidos do termo, isto é, englobando tanto as tendências hereditáriasque nos levam a vida em comum e á imitação, como relações “exteriores” (no sentido de Durkheim) dos indivíduos entre eles, não se pode negar que, desde o nascimento, odesenvolvimento intelectual é, simultaneamente, obra da sociedade e do individuo. (Piaget, J.Biologia e conhecimento. Paris, 1967, p. 314)

“Quem não pode fazer parte deuma comunidade ou quem não precisa de nada, bastando-se a si mesmo, não é parte de uma cidade, mais é fera ou Deus” (apud Abbagnado, 2000, p. 514).
O que aristoger quisdizer é que o homem não pode deixar de viver em sociedade
“Se pudéssemos despir-nos do nosso orgulho, se, para definir nossa espécie, nos ativéssemos estritamente aquilo que ahistoria e a pré-historia nos apresentam como características constante do homem e da inteligência, talvez não disséssemos Homo sapiens, mas Homo faber. Em conclusão, ainteligência, considerada naquilo que parece ser a sua tarefa original, é a faculdade de fabricar objetos artificiais, particulamente untensílios para fazer untensílios, e devariar indefinidamente a fabricação dele” (apud Abbagnado, 2000, p. 514).
“interssa a sociedade” ou o que é “relativo a ela”. Não é muito diferente quando se recorre a umdicionário de filosofia, onde se pode ler que social é o que “diz respeito à sociedade ou tem em vista suas estruturas ou condições” (apud Abbagnado, 2000, p. 912).
tracking img