Gnosia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1487 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PESQUISA DE ANTRAQUINONAS

Relatório apresentado ao Curso de Graduação em Farmácia da Faculdade Pitágoras, como requisito da disciplina de Farmacognosia II.

Belo Horizonte
Setembro / 2011

SUMARIO

INTRODUÇÃO: 3
OBJETIVOS: 5
METODOLOGIA: 5
RESULTADOS E DISCUSSÃO: 7
CONCLUSÃO: 7
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: 8

| |
INTRODUÇÃO:

1. Antraquinonas:

São substânciasquimicamente definidas como substâncias fenólicas derivadas da dicetona do antraceno:

Seus derivados antraquinônicos são frequentemente compostos alaranjados, algumas vezes observados in situ, como nos raios parenquimáticos do ruibarbo e cáscara-sagrada. São geralmente solúveis em água quente ou álcool diluído. Podem estar presentes nos fármacos na forma livre ou na forma de glicosídeo, isto é,na qual uma molécula de açúcar está ligada nas formas de O- e C-glicosídeo, em várias posições.
São empregados terapeuticamente como laxativos e catárticos, por agirem irritando o intestino grosso, aumentando a motilidade intestinal e, conseqüentemente, diminuindo a reabsorção de água.

2. Cáscara sagrada:

Nome científico: Rhamnus purshiana D.C
Família: Rhamnaceae
Sinônimosbotânicos: não encontrados na literatura consultada.
Constituintes químicos: aldemodina-ranol, aloe-emodina, aloínas, barbaloínas, cascarosídeos A, B, C e D, emodina, heterosídeos antraquinônicos.
Parte utilizada: casca seca
A Cáscara Sagrada, originária da região americana do oceano Pacífico, era usada pelos nativos antes da colonização européia como purgante e tônico. Tem efeitos laxantes, o queacelera a velocidade com a qual os alimentos são eliminados, porém também diminui a absorção dos nutrientes. Aumenta os movimentos intestinais e a passagem de líquido para o tubo intestinal, o que facilita a evacuação. Desta forma, tem indicação para casos de constipação intestinal. É contra indicada em mulheres grávida, nutrizes e pessoas que sofrem de dor de estômago, colite, obstruçãointestinal, doenças inflamatórias agudas dos intestinos e apendicite, úlcera duodenal ou gástrica, refluxo do esôfago, diverticulite.
Efeitos colaterais: pode induzir diarréia. Se usada por mais de dois meses seguidos, provoca inflamações crônicas no intestino, cólicas intestinais, dores espasmódicas gastrintestinais e perda excessiva de líquidos e sais minerais. A casca fresca, sem secagem prévia,pode provocar vômitos, cólicas violentas, diarréias, queda de pulsação e aumento do fluxo menstrual, devido à ramnotoxina e a presença de antraquinonas reduzidas. Acima de 8 g/dia pode causar diminuição da pulsação, queda de temperatura e hipopotassemia.

3. Sene:

Designação Latina: Cassia angustifólia
Família Botânica: Leguminosas
Partes Usadas: Folhas, vagens secas e frescasIndicações: Laxativo, purgante, estimula a atividade intestinal
Contra-indicações: Não tomar mais de 10 dias seguidos, em caso de colite. Não administrar em menores de 12 anos, durante a gravidez e lactação e em casos de inflamação do útero e intestinos. Doses excessivas podem originar cólicas e vômitos.
Pequena planta lenhosa com folhas compostas, 5 a 8 pares de folíolos. As suas flores são amarelas e ofruto é constituído por um legume plano membranosos que contém 6 a 8 sementes (vulgarmente chamado de folículo). O principal constituinte são os senósidos que dão ao sene a capacidade de diminuição da reabsorção de água no cólon, ajudando a manter as fezes moles, e a estimulação do peristaltismo (por ação irritante sobre a parede intestinal), cerca de 10 horas após a 1ª dose.
Halitose – pode-sefazer infusão desta planta e usá-la para bochechar ou gargarejar, pois elimina o mau hálito e diminui o gosto amargo da boca.
Obstipação – é um laxante muito eficaz, mas não se deve tomar mais de 10 dias seguidos. Pode provocar espasmos e cólicas, daí que se misture outras plantas em geral mais aromáticas, pois o sabor do sene é um pouco amargo.
Por esta razão também é muito utilizada em...
tracking img