Glioblastoma multiforme

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4666 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Farmácia Departamento de Ciências Médicas Disciplina: Anatomia Patológica II

Glioblastoma Multiforme

Docente: Stanley de Almeida Araújo Discentes: Bárbara Furquim Werneck Campos Valadão Débora Camargos de Lima Edith Márcia Valadares Silva Guilherme Henrique Silveira Teixeira Marcos Rodrigues da Silva Sanny Kemelly Miquelante Yoshida Sâmara CorrêaSilva Simone Floresta Leal Talitha Cristina Maletta de Moura Vinícius Nobre Flávio

Ouro Preto, 09 de dezembro de 2011

Sumário

1. Introdução 2. Epidemiologia 3. Etiologia 4. Patogenia 5. Macroscopia e Microscopia 6. Aspectos Clínicos 7. Referências

Pág. 3 Pág. 4 Pág. 5 Pág. 6 Pág. 9 Pág. 14 Pág. 20

2

1. Introdução
A incidência anual de tumores do Sistema Nervoso Central (SNC)varia de 10 a 17 por 100.000 pessoas para os tumores intracranianos e de 1 a 2 por 100.000 pessoas para tumores intraespinhais. Aproximadamente 50% a 75% são tumores primários e o restante é constituído por neoplasias metastáticas. Os tumores do SNC correspondem a 20% de todos os cânceres da infância.1 A classificação dos tumores é baseada em métodos moleculares e no reconhecimento de padrõeshistológicos e biológicos. Os protocolos de tratamento e os ensaios clínicos experimentais de tumores gliais são normalmente baseados nos esquemas de estadiamento da Organização Mundial de Saúde (OMS), que separa os tumores de acordo com seu comportamento biológico em um de quatro graus, podendo variar de grau I a IV.1 Os tumores astrocitários podem ser benignos (grau I) ou de graus variados demalignidade (graus II, III e IV).2 Os gliomas são neoplasias derivadas de células gliais e representam o grupo mais comum de tumores encefálicos primários, incluindo os astrocitomas, os oligodendromas e os ependimomas.3 As duas principais categorias de tumores astrocíticos são os astrocitomas infiltrativos e as neoplasias não infiltrativas. Estes tipos de tumores têm padrões histológicos, distribuiçãono interior do encéfalo, faixas etárias normalmente afetadas e curso clínico característicos.1 Os astrocitomas infiltrativos contribuem com cerca de 80% dos tumores encefálicos primários em adultos. Normalmente encontrado nos hemisférios cerebrais, também podem ocorrer no cerebelo, no tronco encefálico ou na coluna espinal, sendo mais freqüente da quarta e sexta décadas. Os sinais e sintomas maiscomuns são crises convulsivas, cefaléia e déficits neurológicos focais relacionados ao local anatômico de envolvimento. Os astrocitomas infiltrativos mostram um espectro de diferenciação histológica que se correlaciona bem com o curso e a resposta clínica, sendo que dentro desse espectro, os tumores variam de astrocitoma difuso (grau II/IV), astrocitoma anaplásico (grau III/IV) a glioblastoma (grauIV/IV).1 Anualmente, são diagnosticados, nos EUA, cerca de 18.000 casos de neoplasias cerebrais primárias malignas. Aproximadamente, 40% a 50% deles são glioblastoma multiforme (GBM), o tumor astrocítico de maior grau de malignidade, constituindo esta a neoplasia cerebral primária supratentorial mais freqüente no adulto.4

3

2. Epidemiologia
O glioblastoma multiforme é o tumor malignoprimário mais freqüente do sistema nervoso central e o glioma mais comum, representando 55% dos gliomas intracranianos em todas as idades. É próprio do adulto, incidindo com maior freqüência entre 45 e 70 anos, sendo mais comum no homem (3:2 em relação à mulher). O pico de incidência ocorre na quinta década de vida, sendo raro em pessoas abaixo dos 30 anos de idade. Com base nas característicasclínicas e genéticas, os glioblastomas podem ser classificados em primários e secundários. Glioblastomas primários são mais freqüentes, acometem indivíduos de faixa etária mais avançada, com média de idade de 55 anos. Os glioblastomas secundários acometem pacientes mais jovens, com média de idade em torno de 40 anos.1

Tabela 1: Tipo histológico, no de pacientes, idade média e porcentagem por sexo...
tracking img