Ginastica laboral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2490 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO
Wagner Hauer Argenton1 Rafael Godoy Cancelli Evandete Mitue Centro Universitário Positivo, Curitiba, PR
Resumo: A Ginástica Laboral foi desenvolvida para ser uma atividade física realizada no ambiente e durante o expediente de trabalho e que visa melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores que a praticame conseqüentemente a produtividade das empresas que a implementam. A crescente busca pela ginástica laboral gerou áreas de inserção dos profissionais de educação física e com isso também, conflitos quanto ao profissional responsável pela aplicação do programa. O presente estudo teve como objetivo verificar na literatura, se existe diferença nos resultados da ginástica laboral quando orientada por“multiplicadores” e professores de educação física e qual destes com os objetivos do programa. Os principais benefícios da ginástica laboral quando orientada por educadores físicos são a melhora da consciência corporal, o combate ao sedentarismo e também melhorar a capacidade funcional do indivíduo, além de favorecer o relacionamento social e a disposição para o trabalho. Constatou-se, com apesquisa, que as empresas e os funcionários onde a ginástica laboral não é orientada por profissional habilitado na área, estão perdendo ou deixando de ganhar os benefícios que poderiam ter se esta fosse orientada diretamente pelo profissional de educação física.

Palavras-chaves: Ginástica laboral, educador físico, multiplicadores. Introdução Estatísticas atuais, segundo a revista do CONFEF, apontamque cerca de quatro milhões de brasileiros são submetidos a tratamento em razão de dores provocadas pela postura incorreta no trabalho e pela pressão diária de situações competitivas. As empresas aumentaram o seu ritmo de trabalho, intensificando a pressão e o nível de exigências quanto aos resultados e a uma maior jornada de trabalho e, consequentemente, a uma elevação nos índices de doençasocupacionais oriundas do uso inadequado do corpo do trabalhador através de posturas defeituosas, da utilização do corpo em alavancas, da posição sentada ou em pé repetindo os mesmos movimentos muitas vezes por dia. Nesse contexto existem ainda os efeitos deletérios sobre o corpo do trabalhador ocasionados pela tecnologia, que utilizada de forma excessiva e errônea, pode trazer prejuízos para a saúdemental, física, psicológica do ser humano, contribuindo para um estilo de vida sedentário. Para combater esses efeitos surge nas empresas a crescente tendência da criação de programas de qualidade de vida direcionados para os trabalhadores com o objetivo de combater as doenças ocupacionais, acidentes de trabalho e o sedentarismo, além de melhorar a produtividade dos colaboradores. Portanto nosúltimos anos junto com os programas de qualidade de vida surgiram os programas de ginástica na empresa ou ginástica laboral, além de outras atividades físicas e desportos dentro da empresa. O crescimento dos programas de ginástica laboral gerou novas perspectivas para a educação física, ou seja, surgiu um profissional responsável pela execução das atividades
1 Contato pelo e-mailwaguinho.arg@gmail.com.

dentro da empresa e a conseqüência da expansão dos programas originou conflitos quanto ao profissional responsável pelo programa. A questão deste trabalho é uma revisão de literatura sobre quais os responsáveis pelo planejamento, coordenação e execução das atividades de ginástica laboral na empresa e qual a relação desses profissionais com os objetivos efetivos do programa. A GinásticaLaboral Inicialmente denominada “ginástica de pausa”, a ginástica laboral começou na indústria com o objetivo de dar repouso ativo aos operários, por alguns períodos durante sua jornada de trabalho. A primeira referência bibliográfica do assunto é um manual editado na Polônia, em 1925. Posteriormente, surgiram também outras publicações na Holanda e na Rússia. Na Rússia milhões de operários em...
tracking img