Ginastica laboral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1488 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Diminuir os problemas de saúde no trabalhador é sinônimo de aumento de produtividade na empresa.”














PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL















LAGES
2011














PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL







Projeto de Ginástica Laboral apresentado á na cidade de Lages Santa Catarina.
Professor ResponsávelLAGES
2011
1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO
- Nome: Programa de Ginástica Laboral
- Local: MORPHOS CONFECÇÕES
- Responsável: Prof°

2. JUSTIFICATIVA
Tendo em vista o considerável número de disfunções posturais, dores musculares e articulares que pudemos analisar através da anamnese que foi aplicada na empresa, estas implicações físicas que diminuem a capacidade e ate limitam o rendimento dostrabalhadores e que podem desenvolver lesões por esforços repetitivos que acometem os trabalhadores e acabam, afastando-lhes de seu setor (absenteísmo), desta forma sobrecarregando seus colegas, o Programa de Ginástica Laboral vem para orientar e prevenir esses males, contribuindo por uma melhor qualidade de vida a cada um deles.
Consiste basicamente em aulas/exercícios de aquecimentomúsculo-esquelético, alongamento, resistência muscular localizada e fortalecimento, que muitas vezes vem de encontro com reeducação postural e refinamento da coordenação motora. Que tem um caráter de auxilio na melhoria da produtividade.
Com a anamnese conseguimos ainda constatar o grau de atividade física realizada pelos funcionários fora da empresa que segue no gráfico a abaixo.
Na Figura 1. realizamosum comparativo entre homens e mulheres ativos e não ativos, pode-se constatar que os homens são mais ativos que as mulheres, 68% das mulheres não praticam nenhum exercício físico, o que é um risco para sua saúde e que pode influenciar diretamente no seu rendimento durante a jornada de trabalho.
Foi considerado ativo(a) o funcionário que pratica qualquer atividade física fora do âmbito detrabalho.


Figura 1. GRAFICO COMPARATIVO ENTRE MULHERES E HOMENS ATIVOS X SEDENTARIOS.
Neste segundo gráfico, Figura 2., Trazemos um demonstrativo dos locais e da incidência de dores relativos a atividade que desempenha, posição mais utilizadas durante a jornada de trabalho.
Tendo como maior incidência de dor, quem fica SENTADO na maior parte do tempo Pescoço, Costas e Membros Inferiores, EM PÉ:Pescoço, Ombros e Costas, CAMINHAR/LEVANTAR PESO: Costas, Membros Inferiores e Superiores e CAMINHAR: Membros Inferiores, Costas e Ombros.
De forma geral pode se evidenciar que quem fica a maior parte do tempo sentado tem dores em todas as regiões do corpo, que deixa claro a importância da realização de uma atividade direcionada que promova, a diminuição destas dores, e possa estar tambémcontribuindo no intuito de instrumentalizar para melhora postural.
Dos demais funcionários a parte que mais exige são Membros Inferiores ficando notório a importância de fortalecimento e alongamento dos mesmos, para que possam suportar melhor suas funções.


Figura 2.Gráfico demonstrativo da incidência dos locais que os empregados sentem dores, durante jornada de trabalho.



3.OBJETIVOS
- Identificar através de avaliação, as disfunções posturais.
- Orientar posicionamentos mais adequados para o trabalho.
- Medidas de organização ergonômica visando à prevenção de lesões.
- Sensibilizar o trabalhador da importância da ergonomia em seu dia-a-dia.
- Orientação de redução do grau de tensão no trabalho.
- Recomendações de ergonomia para o trabalho em diversas posições.
-Reduzir efetivamente os distúrbios músculo-esquelético.
- Instrumentalizar os trabalhadores sobre a saúde e sua saúde.


4. SELEÇÃO DE RECURSOS
- Avaliação individual
• Antropométrica
• Perimétrica
• Postural
- Encaminhamento ao médico caso haja necessidade.
- Orientação para melhores hábitos posturais.
- Palestras informativas e Informativos. Mensais ou a combinar.
- Vivências....
tracking img