Ghgh

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5264 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina de Física e Química A

11º ano de escolaridade

Componente de Física

Componente de Física
1.2 Da Terra à Lua
1.2.1 Interacções à distância e por contacto
O termo “interacção” significa “acção recíproca entre dois ou mais corpos”.
Uma interacção entre corpos pode conduzir à alteração do estado de repouso, ou de
movimento, de um corpo e/ou produzir deformação, podendo ocorrerà distância ou por
contacto.
Algumas interacções por contacto

Algumas interacções à distância

Na realidade, mesmo as interacções por contacto são “interacções à distância” dado que
não ocorre contacto entre os átomos dos corpos que interagem, pois eles, átomos,
interagem à distância!
Existem quatro tipos de interacções fundamentais na Natureza:
- interacção forte;
- interacção fraca;- interacção electromagnética;
- interacção gravitacional.
O quadro 1 sintetiza alguns aspectos destas interacções.

Paulo José Santos Carriço Portugal

Página 1 de 22

Disciplina de Física e Química A

11º ano de escolaridade

Gravitacional

Electromagnética

Sem limites

Sem limites

Nuclear fraca

núcleo (aprox. 10

No interior do
-15

m)

alcance

InteracçãoNuclear forte
No interior do

Ordem de
grandeza do

Componente de Física

Interactua entre
todas as massas

Interactua entre
todas as cargas
eléctricas

Interactua entres
quarks

núcleo (aprox. 10-18
m)
Interactua entre
nucleões e
electrões

Mantém os átomos
Mantém os
planetas nas suas

outros e os

Mantém a

órbitas em torno do

electrões nas suas

agregaçãonuclear

É responsável pela
radioactividade

Sol

Efeito

agregados uns aos

órbitas em torno do

103

10-10

núcleo
Ordem de
grandeza da
intensidade

10-34

10

relativa
Quadro 1 – Interacções fundamentais na Natureza

1.2.2 As leis de Newton
A 1ª Lei de Newton afirma que todo o corpo permanece no estado de repouso, ou de
movimento, com velocidade constante, a menosque sobre ele actue uma força, ou um
sistema de forças de resultante não nula, a qual lhe vai provocar a alteração do seu
estado.

Um passageiro de um comboio move-se com velocidade constante, relativamente à
Terra, solidário com o comboio, quando este acelera, ou trava. Quando o comboio
acelera, o passageiro é comprimido contra o assento, pois o comboio aumenta a sua
velocidade,relativamente à Terra, mas o passageiro não, passando o comboio a moverse mais rapidamente que o passageiro. Quando o comboio trava, diminuindo a sua
velocidade relativamente à Terra, o passageiro continua a mover-se à velocidade com
que se movia antes da travagem e, consequentemente, é projectado para a frente.

Paulo José Santos Carriço Portugal

Página 2 de 22

Disciplina de Física e Química A11º ano de escolaridade

Componente de Física

A 2ª Lei de Newton afirma que uma força, ou um sistema de forças de resultante não
nula, quando actua sobre um corpo de determinada massa lhe provoca uma aceleração, a
qual é proporcional à massa do corpo.

Para a mesma massa, quanto maior for a força aplicada maior é a aceleração que o
corpo experimenta.

Para a mesma força aplicada,quanto maior for a massa do corpo onde é aplicada menor
é a aceleração que este experimenta.
A 3ª Lei de Newton afirma que um se um corpo A exerce uma acção sobre um corpo B,
este exerce uma reacção sobre o primeiro, reacção essa que tem a mesma intensidade, é
aplicada sobre a mesma linha de acção, só que com sentido oposto.
Os gases de escape exercem uma força
vertical e ascendente sobre ofoguetão, e
este sobe.
O foguetão exerce uma força vertical e
descendente sobre os gases de escape, e
estes descem.
Estas duas forças têm a mesma intensidade
e são simétricas tal que:
r
r
F foguetão , gases = − Fgases , foguetão

Estas duas forças constituem um par acção-reacção e não se anulam dado que têm
pontos de aplicação diferentes.

Paulo José Santos Carriço Portugal

Página...
tracking img