GEST O DE PESSOAS

GESTÃO DE PESSOAS E O RH NA GESTÃO EDUCACIONAL
Fernanda Ferreira de Lima
Professor(a): Mestra Naria Cleide da Silva Barroso
Faculdade Vale do Jaguaribe
Gestão de Pessoas
Maio - 2014

Resumo
Este artigo apresenta as principais diferenças entre gestão de pessoas e recursos
humanos, bem como as características que o gestor educacional precisa ter para o
trabalho dentro de uma organizaçãoeducacional. Aborda as principais tendências
de gestão de pessoas com ênfase nos estudos e nas experiências desenvolvidas no
âmbito da gestão educacional. O gestor educacional precisa ser acima de tudo um
gestor de pessoas que exige algumas competências, dentre elas: conhecimento,
determinação, ética, liderança de pessoas e processos, visão global, capacidade
estratégica, orientação para resultados,flexibilidade, sensibilidade e senso critico.

Palavras Chave
Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Capital Humano, Capital Intelectual,
Gestão Educacional.

Introdução
A área de recursos humanos deixou de ser um mero departamento de
pessoal para se tornar o personagem principal de transformação dentro da
organização. Há pouco tempo o departamento de recursos humanos atuava de
forma mecanicista, onde avisão do empregado prevalecia à obediência e a
execução da tarefa, e ao chefe, o controle centralizado. Hoje o cenário é diferente:
os empregados são chamados de colaboradores, e os chefes de gestores. Pode-se
afirmar que gerir pessoas não é mais um fator de uma visão mecanicista,
sistemática, metódica, ou mesmo sinônimo de controle, tarefa e obediência. É sim
discutir e entender o disparate entre astécnicas tidas como obsoletas e tradicionais
com as modernas, juntamente com a gestão da participação e do conhecimento. A

1

gestão de pessoas visa a valorização dos profissionais e do ser humano,
diferentemente do setor de recursos humanos que visava a técnica e o mecanicismo
do profissional.

Gestão de Pessoas e os Recursos Humanos.
Vivemos na sociedade do conhecimento, onde o talento humanoe suas
capacidades são vistos como fatores competitivos no mercado de trabalho
globalizado. Porem esse talento e essa capacidade tem que ser vista com outros
olhos, olhos de colaboradores e não de concorrentes. Necessitamos assim resgatar
o papel do ser humano na organização, a fim de torná-los competentes para atuar
em suas atividades como colaboradores. É com este cenário que as organizaçõesdevem ter a visão de que o capital humano será seu grande diferencial. Assim surge
um novo conceito em gestão de pessoas.
Os avanços observados nas últimas décadas têm levado as organizações a
buscarem novas formas de gestão com o intuito de melhorar o desempenho,
alcançar resultados e atingir a missão institucional para o pleno atendimento das
necessidades dos clientes. Nota-se também que o sucessodas organizações
modernas depende, e muito, do investimento nas pessoas, com a identificação,
aproveitamento e desenvolvimento do capital intelectual. Observa-se que existe um
grande esforço no sentido de mudar do antigo modelo burocrático para um modelo
de gestão gerencial que em muitos casos grandes avanços aconteceram, como por
exemplo, a introdução de novas técnicas orçamentárias,descentralização
administrativa de alguns setores, redução de hierarquias, implementação de
instrumentos de avaliação de desempenho organizacional.
A real vantagem competitiva no mercado não está somente representada no
financeiro ou nos altos investimentos em tecnologia, entre outros exemplos que
poderíamos citar, mas sim nas pessoas que compõem a organização, que
movimentam tudo isto no cotidiano. A partirda década de 90, com as profundas
mudanças no cenário nacional e Internacional como a globalização, tiveram a
necessidade urgente de buscar novos paradigmas de gestão. Assim precisamos
quebrar os velhos paradigmas para entender a empresa e as pessoas como

2

gestoras e colaboradoras bem como entender o novo conceito de gestão de
pessoas.
Se analisarmos, iremos perceber que o papel do...
tracking img