Gestão familiar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3719 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

1. ESTRUTURAS DE MERCADO 3
1.1 Classificação das Estruturas de Mercado 4
1.1.1 Classificação de Stackelberg 5
1.1.2 Classificação de Marchal 6
1.2 Estruturas de Referência 7
1.2.1 Concorrência Perfeita 8
1.2.2 Monopólio 9
1.2.3 Oligopólios 10
1.2.4 Concorrência Monopolística 12
2. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 15

ESTRUTURAS DE MERCADO

Do pontode vista social, as diferentes estruturas de mercado não são igualmente eficientes, mas outros mecanismos de organização da economia não produziram resultados equivalentes aos que as modernas economias conseguiram através do mercado. Mercados transparentes e atomizados, em que os preços são parâmetros de informações e decisões, podem gerar eficiência econômica em escala ótima e maximização dobem-estar social. Mesmo por mercados menos perfeitos podem transitar resultados de interesse social como economias de escala e progresso técnico.
Ainda que vários conceitos de mercado sejam possíveis, o que realmente enfatiza seus atributos econômicos fundamenta-se nas tensões decorrentes de duas forças, a da procura e a da oferta. Os fatores que as determinam e suas configurações definemantagonismos e conflitos de interesse, que tendem para soluções, à medida que se estabelecem as relações de troca que equilibram os interesses envolvidos. Preços de equilíbrio são assim resultados de tensões e conflitos solucionados através do entrechoque das forças de oferta e procura que se manifestam e se movimentam em diferentes tipos de mercado.
As conformações básicas dessas forçasexpressas por escalas ou curvas são em princípio opostas e embora não conflituosos em todos os aspectos, os fatores que as determinam são de natureza diferente. Os deslocamentos de cada uma delas decorrem de diferentes motivos. Cada um desses fatores e motivos se expressam nos mercados, em que as forças dos que exercem a oferta e a procura podem ou não ser equivalentes.
A equivalência das forçasé maior nos mercados em que a concorrência entre os agentes envolvidos é descrita como “perfeita”. Onde prevalecem “imperfeições”, as forças em choque geralmente não se equivalem. Outras características que as configuram também pode desequilibrar o livre jogo das forças da oferta e da procura. Em diferentes estruturas de concorrência os resultados aferidos pelos agentes econômicos envolvidos nãosão iguais, resultados sociais também diferem de uma estrutura para outra.
O mercado atual é uma abstração econômica, define-se pela existência das forças acima citadas, aparentemente antagônicas, que ao ocorrem simultaneamente definem um mercado. Quando recursos humanos, financeiros e de capital são ofertados e procurados pode-se dizer que há um mercado de recursos, mercado esse que é detrabalho, financeiro e de capitais. Os estados de tensão resultantes do entrechoque das forças estabelecem padrões de desempenho diferentes, em determinadas circunstâncias, o mercado esta firme, quando as forças da procura parecem superar as da oferta; estável, quando as duas forças se mantêm equilibradas; frouxo, quando as forças de procura parecem menos vigorosas que a capacidade da oferta.No mercado de produtos, onde há procura por bens primários ou industrializados e prestação de serviços, esses três diferentes estados refletem nos preços, nos recursos e nas remunerações. Os preços são expressões monetárias do valor dos produtos e este acaba por resultar da utilidade avaliada pelos que têm a necessidade e buscam satisfazê-la, e dos custos calculados pelos que produzem. Há aindaoutras qualificações relacionadas a mercado, quando este está em expansão, por exemplo, é porque nele estão ocorrendo simultaneamente deslocamentos para mais na procura e na oferta, o contrário também é valido, contração é o movimento resultante da perda da expressão econômica, oferta e demanda se contraem.
Esses movimentos provocam deslocamentos para mais e para menos nas curvas de...
tracking img