Gestão de residuos de mineração

Gestão de Residuos de Mineração























PGRS
PLANO DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS
MINERAÇÃO





















Belo Horizonte
2011






























Plano de Gestão de Resíduos de Mineração






Trabalho destinado à disciplina deGestão de Resíduos Sólidos.
















Belo Horizonte
2011


SUMÁRIO



















































INTRODUÇÃO

A preservação do meio ambiente, o uso racional de recursos naturais e a mudança de postura da sociedade frente às questões ambientais têm levado as indústrias a buscar um melhordesempenho na área de Gestão de Resíduos Sólidos.. Aliados a esses fatores, está a constatação de que a geração de resíduos sólidos em grandes e pequenas quantidades sem que haja uma destinação final adequada, resulta em grandes impactos ambientais e sociais.


Os rejeitos de mineração são materiais oriundos do processo de beneficiamento e concentração de uma mineradora e que não apresentaminteresse comercial para a indústria, porém precisam ter um destino final. Suas características granulométricas dependem do tipo de minério bruto a ser extraído e do processo industrial de beneficiamento, podendo abranger uma ampla faixa de materiais, desde arenosos não plásticos até solos de granulometria muito fina. Podem ser ativos (contaminados) ou inertes (não contaminados).


A fração líquidado rejeito, a lama, consiste na água liberada pela polpa, constituindo-se, em geral, de uma mistura de sólidos e água com concentrações na faixa de 30 a 50% em peso. A constante ruptura dos sistemas de contenção desses materiais vem causando vários impactos ao meio ambiente. Como exemplo, podemos citar:

▪ Modificação do relevo local;
▪ Degradação e remoção de camadas de solosuperficial,
▪ Supressão e comprometimento de áreas de vegetação,
▪ Assoreamento das águas e mananciais,
▪ Indução e aceleração de processos erosivos.


Causam também impactos de natureza social, como riscos associados à degradação ou comprometimento de áreas destinadas às habitações e edificações, reduções de vazão de cursos d’água e comprometimento da qualidade das águas destinadas aoabastecimento público.





1. HISTÓRICO DA MINERAÇÃO E EVIDÊNCIAS


A atividade minerária tem sua origem ainda na época Jurássica, quando o sal mineral já era extraído para complementar a alimentação. Os métodos utilizados eram bem rudimentares. Nessa época ainda não se buscava muitos minerais, sendo que a argila, areia e cascalho eram os de maior demanda para as construções.


Omaterial necessário nas construções era retirado de aluviões ou quando ocorriam afloramentos rochosos, porém o desconhecimento geológico dificultava o trabalho. Os equipamentos utilizados eram cunhas, ponteiros, marretas e em alguns casos pólvora caseira. Ouro e diamantes eram retirados com pás.


Como atividade industrial a mineração teve seu início marcado pelos assírios, que “inventaram”jarros, copos entre outros produtos que eram produzidos a partir da argila e do vidro, que por sua vez é fabricado pela fusão da areia com a cal.


A mineração do cobre é realizada na Espanha desde 800 a.C. e o cobre é extraído na Suécia desde o século XII.


No Brasil a mineração já começou desde o tempo feudal, porém a Coroa Portuguesa obtinha o “Quinto”, tendo então direitos sobre minas deoutro, prata ou qualquer outro metal brasileiro.


Nos séculos XVII e XVIII, predominaram as descobertas de diamantes (Tijuco, Diamantina) e de ouro em Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás, pelas Bandeiras de São Paulo. As primeiras lavras mais sofisticadas foram as de ouro, em Mariana e Nova Lima. O calcário começou a ser explorado nos arredores de São Paulo pela indústria cimenteira.


O uso...
tracking img