Gestão de inventário

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2310 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

1

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

2

Agenda
– Gestão de Inventários (1a parte) – MRP (Materials Requirements Planning)

Gestão de Stocks - Inventário
• • • • •

Definição de Sistema de Inventário Classificação de Inventários Custos de Inventário Modelos Encomenda de Quantidades Fixas Modelos com Tempos de EncomendaFixos

Pedro Oliveira

Universidade Católica Portuguesa

Pedro Oliveira

Universidade Católica Portuguesa

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

3

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

4

Sistema de Inventário - Definição


Porque é que existe Inventário?
1. Mantêm independência entre operações 2. Responder a variações na procura 3. Permitirflexibilidade na programação da produção 4. Criar uma salvaguarda para a variação na entrega de matérias primas 5. Tirar partido de efeitos de escala nas ordens de produção
Pedro Oliveira Universidade Católica Portuguesa

Inventário é o ‘stock’ de qualquer item ou recurso utilizado numa organização. Estes itens ou recurso incluem: materiais, produtos acabados, peças, componentes, e ‘work-in-process’. Umsistema de inventário é o conjunto de políticas e controlos que avaliam os níveis de inventário e determinam que níveis é que devem ser mantidos, quando é que o ‘stock’ deve ser reposto, e qual a dimensão das ordens de reposição
Universidade Católica Portuguesa



Pedro Oliveira

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

5

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

6Classificações de Inventário
Inventário

Tipos de Inventário
Montar

Exemplo: Burger King
Sim Matérias Primas WIP Cliente Solicita Ordem Especial? Não Burger Pronto

Nível no processo

Número & Valor

Tipo de Procura

Cozinhar

Entrega

Matérias Primas WIP Produto Acabado

Itens A Itens B Itens C

Montar

Independente Dependente Matérias Primas WIP Produto AcabadoUniversidade Católica Portuguesa

Pedro Oliveira

Universidade Católica Portuguesa

Pedro Oliveira

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

7

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

8

Avaliação da Procura
Procura Independente: Produtos Finais
A

Análise ABC
• • • •
F(2)

Itens em inventário não têm a mesma importância! Dividir inventário em 3 classes
– classeA, classe B, classe C

B(4)

C(2)

Procura Dependente: Matéria Prima, Peças e Componentes, ‘Sub-assemblies’, etc.

Base é o volume anual de vendas
– volume $ = Procura anual x custo unitário

Estratégias baseadas na análise ABC
– Desenvolver relação com fornecedores para produtos classe A – Dar mais atenção ao controlo físico de itens classe A – Fazer previsões mais cuidadas paraitens classe A

D(2)

E(1)

D(3)

Pedro Oliveira

Universidade Católica Portuguesa

Pedro Oliveira

Universidade Católica Portuguesa

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

9

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

10

Classificação de Itens como ABC
% Valor Anual $
100 80 60 40 20 0 0
Pedro Oliveira

Curva típica ABC
% $ Vol 100% 90% 60% C B AClasse A B C

% $ Vol 80 15 5

% Itens 15 35 50

Classe A B C

% $ Vol 60 30 10

% Itens 15 35 50

A B
50

C
100
Universidade Católica Portuguesa Pedro Oliveira

% Itens em Inventário

15%

50%

100%

% itens/SKU
Universidade Católica Portuguesa

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

11

Gestão de Operações: Gestão de Inventário e MRP

12

Custos deInventário
• • • •

Custos de Existência de Inventário Valores Aproximados
Categoria
Armazenagem Manipulação de material Custos adicionais de mão de obra Custos de Capital Desperdício, danos e obsolescência

Custos de existência
– Depreciação, armazém, movimento, seguro

Custo como % do Valor do inventário
6% (3 - 10%) 3% (1 - 3.5%) 3% (3 - 5%) 11% (6 - 24%) 3% (2 - 5%)
Universidade...
tracking img