Gerenciamento de riscos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5453 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS

“Gerenciamento de Riscos em Projetos”






Hospital das Clínicas da FMUSP

[pic]



“DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTA DE MONITORAMENTO PARA AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA”








Grupo 07

Aurea de Alcântara S. B. Sena
Cristina de Oliveira Machado
Daisy Figueira
Rita Peres
Walkiria Lagos

Curso ministrado por Martin MikiJunior


Introdução

O Hospital das Clínicas da F.M.U.S.P, através de Protocolo de Instituições de Cooperação Técnica e Científica para desenvolvimento de ações de conservação de água, assinado em 19/12/1996, entre HCFMUSP e Sabesp e participação da Escola Politécnica da USP e IPT – Instituto de Pesquisa Tecnológica, foi implantado no Complexo HCFMUSP o Programa de Uso Racional da Água – PURAcom o diagnóstico geral e um Plano de Intervenção no sentido da gestão da água e meio ambiente dentro Complexo.
Na ocasião o HCFMUSP dispunha de 1812 leitos e uma área construída de aproximadamente 352.000m².
• Atendimentos a pacientes externos / aproximadamente 1.373.923;
• Internação / ano aproximadamente 57.056;
• Cirurgias / ano aproximadamente 31982;
• Pacientes / diaaproximadamente 527.527;
• Exames laboratoriais/ ano aproximadamente 5.092.012;
• Refeições e mamadeiras produzida de aproximadamente 10.000.000;
• Número de pessoas que circula pelo Complexo HCFMUSP / dia aproximadamente 50.000, entre funcionários / pacientes / acompanhantes / visitantes / fornecedores / alunos.
O Programa tinha como meta a redução de 20%, atingida esta meta, o HCcontinuou com as ações corretivas, obtendo um resultado atual de redução no consumo em 36%.
Etapas do programa Pura já implantadas:
• Diagnóstico geral e Plano de Intervenção nos diversos Prédios do Complexo HCFMUSP, visando a redução de perdas constituindo de:
o Detecção e correção de vazamentos nas redes externas e internas do Complexo HCFMUSP;
o Verificação e regulagem doscomandos Hidráulicos;
o Substituição de bacias sanitárias convencionais por bacias com volume de descarga reduzido:
o Diminuição das vazões dos aparelhos hidráulicos através de arejadores (que são dispositivos de redução de vazões);
o Substituição gradativa de equipamentos Hidráulicos com comandos com acionamento automático (torneiras, mictórios, chuveiros):
o Programade modificação de hábitos em atividade que consome água;
o Cursos e palestras especificas a todos os funcionários do Complexo HCFMUSP.


• No inicio do Programa o consumo anual de água do Complexo HCFMUSP (Região Oeste) era de 1.291.584 m³ (média 107.632 m³/mês);
• Ao longo destes anos tivemos acréscimo de leitos no Complexo HCFMUSP como:
o InCor II
o Institutoda Criança – Bloco II
o Instituto de Oncologia
o Instituto de Ortopedia
• Foram perfurados 6 poços profundos (300 metros de profundidade) no Complexo HCFMUSP (este consumo também é contabilizado como SABESP onde pagamos esgoto por consumo m³);
• Por ter alcançado a meta estabelecida pela SABESP, o HCFMUSP obteve a redução de 25% da conta da SABESP, referente ao consumode água nos Prédios em que não possuem poço profundo e pagando taxa diária de esgoto nestes;
• Para permanecer com este desconto o HCFMUSP, deve comprovar, mensalmente à SABESP estar mantendo a redução estipulada e para tanto necessita informar a sua demanda, para comprovar que não houve redução da demanda, mas sim do consumo de água no Complexo.
• Para avaliar este consumo x redução daInstituição que foi nos solicitado um indicador de avaliação deste consumo x produção

Apesar destes resultados positivos, o desenvolvimento da ferramenta de monitoramento de consumo de água, objeto deste projeto, tornou-se primordial, pois atualmente não temos este indicador de avaliação, controle e verificação do consumo real de água em função da produção da Instituição.
Atualmente este...
tracking img