Gerencia participativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE GOVERNADOR OZANAM COELHO – FAGOC
DISCIPLINA: TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO
PROFESSORA: NATHÁLIA

GERÊNCIA PARTICIPATIVA

Camila Cristina
Camila Maria
Daniel Araújo
Danusa de Oliveira
Isabele Nogueira
Maria Aparecida
Patrícia Santana
Wilhara Pereira
UBÁ
2012

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO...............................................................................032. DESENVLOVIMENTO
3.1 Origem e definição......................................................................................03
3.2 Princípios.....................................................................................................08
3.3 Modo de tratamento para com os subordinados..........................................09
3.4 Como obterá cooperaçãoespontânea da equipe..........................................11
3.5 O Ambiente.................................................................................................12

3. CONCLUSÃO..............................................................................................12
4. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.........................................................131. INTRODUÇÃO
Surge um novo conceito de administração devido às exigências de uma nova época, onde as transformações são rápidas e intensas. As organizações são mais flexíveis, adaptáveis as mudanças, exigindo da gerência maior percepção, capacidade, versatilidade para lidar com seus colaboradores e suas limitações.
As atitudes e métodosconvencionais de gestão, toleráveis no passado, não atendem hoje, pois o gerente não só coordena, controla e supervisiona os funcionários, mas também tem uma maior participação no conjunto de tarefas e a missão de trabalhar coletivamente para executá-las da melhor maneira possível.
O estilo Gerência Participativa nasce através dos processos participativos, estimulando a motivação, a cooperação e aliberação do potencial criativo da equipe, induzindo o maior engajamento e responsabilização por resultados.
O processo de administração participativa estimula à flexibilidade, a transparência, a criatividade, motiva os colaboradores, permite uma melhor ação para aqueles que estão na linha de frente e libera o gestor para poder se relacionar melhor com seus clientes, além de permitir o monitoramento eavaliação do planejamento que foi adotado no sentido de alcançar os resultados esperados.
2. DESENVOLVIMENTO
3.1. Origem e definição
A Gestão Participativa tem a sua origem no movimento das relações humanas, que se difundiu a partir de estudos conduzidos entre 1924 e 1933, por Elton Mayo, na Western Electric’s Hawthorne, nos Estados Unidos. Estes estudos mostraram a importância dofator humano nas organizações relativizando, assim, a idéia de que era possível uma racionalidade da gestão baseada na organização científica do trabalho, como defendiam Fréderic Taylor e os seus seguidores, desde o princípio do século. Do ponto de vista teórico e empírico, vem a importância dos sentimentos e dos fatores afetivos e psicológicos para explicar o comportamento dos indivíduos nasorganizações, só muito lentamente é que se introduziram modificações nos processos de gestão nas empresas e outros serviços, de acordo com esses princípios.
Essa maneira de administrar foi primeiramente utilizada no Sistema Toyota, quando Deming e Juran participaram da reorganização industrial do Japão na segunda metade do século XX. Ferramenta baseada na intensa participação dos operários, desenvolvidana Toyota Motor Company, provoca uma profunda mudança a optar sobre soluções de problemas de qualidade e produtividade, buscando atingir a causa raiz do defeito, e eliminar sua incidência ou então colocar controles de processo que intervenham antes que o defeito ocorra. Essa maneira de administrar trouxe rápidos resultados e foi disseminado no mundo. Com isso uma nova concepção de subordinação...
tracking img