Geomorfologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
GEOMORFOLOGIA CÁRSTICA
Rose Mary Gondim Mendonça

INTRODUÇÃO
 A geomorfologia cárstica estuda:

 forma, gênese e dinâmica dos relevos

elaborados sobre rochas solúveis pela água  Carbonatos e evaporitos, mas também estão inclusas as rochas menos solúveis tais como quartzito e granito

 Relevo cárstico

 Corresponde a 10% do globo  Permite a preservação de fósseis(Palentologia) e

apresenta desenhos rupestres nas cavernas e abrigos (Arqueologia)  Feições cársticas – formas de relevo elaboradas por processos de corrosão e abatimento  Feições pseudocársticas – feições semelhantes as cársticas, mas elaboradas por processos diferentes

 Hidrologia subterrânea
 Associada ao padrão estrutural da rocha  É a principal responsável pela forma, gênese e dinâmica doendocarste.  Se caracteriza pela presença de surgências e sumidouros, onde o trajeto da água subterrânea é feito em pontos de fraqueza da rocha (poços e galerias)  Os cursos de água superficial podem ser de origem autóctone (no carste) ou alóctone (fora do carste)
 Tipos de caverna
 Inundada – acelera a corrosão  Mista (freática e inundada)

GÊNESE
 Elementos para a elaboração eevolução de relevo cárstico:
 Rocha solúvel (teor de carbonato e estrutura)  Presença de água (principal condicionante)  Presença de vegetação  Ambiente geoquímico propício (temperatura, pressão, pH,

presença de gás carbônico e ácido húmico)
 Quanto mais espesso e deformado o relevo a feição cárstica

resultante é mais complexa  Cada relevo cárstico tem sua peculiaridade e dinâmica deevolução

 Estudos de evolução in loco devem ser realizados, observando

agressividade da água, estruturas superficiais de grande porte (exocarste), estruturas superficiais de pequeno porte (epicarste) e subterrânea (endocarste) para se desvendar sobre a evolução  Evolução do relevo cárstico
 Calcários são rochas fundamentalmente constituídas por calcita (carbonato

de cálcio: CaCO3). Sendo estemineral facilmente atacado pelos ácidos  A água da chuva (H2O) ao cair dissolve o dióxido de carbono (CO2) existente na atmosfera, o que resulta na formação de um ácido fraco - o ácido carbônico (H2CO3) - que lhe confere uma ligeira acidez. Essa acidez é intensificada quando, ao circular pelo solo, a água dissolve os ácidos orgânicos aí existentes  A água da chuva que circula pelas diáclases docalcário provoca reação de dissolução da qual resulta bicarbonato de cálcio dissolvido na água. A lenta mas contínua circulação das águas pelas diáclases leva à dissolução do calcário
 Por este processo, as fendas vão-se alargando e coalescendo umas com as

CaCO3 + H2CO3 Ca2+ + 2HCO3

outras, o que, em casos extremos pode levar à formação de largos e longos canais subterrâneos por onde sedá uma intensa circulação da água (cavernas). De modo geral, as cavernas correspondem a zonas alargadas destes rios subterrâneos

 Esses processos são naturalmente muito lentos, a água vai

obedecendo a lei da gravidade, percorrendo milímetros em séculos
 Esta reação é reversível e como produto dela tem-se a

formação das estruturas calcárias em subsuperfície

EVOLUÇÃO DO RELEVOCÁRSTICO
 Em certas regiões, o subsolo compõe-se de rochas calcárias, podendo

ocorrer infiltrações da água das chuvas, que penetra nos corpos rochosos, causando a sua dissolução na forma de bicarbonato de cálcio. Ao se introduzir por juntas e poros dessas rochas, a água vai alargando os vazios, abrindo canais e condutos e, às vezes, cavando grandes espaços ocos (cavernas)  Tais cavernasapresentam-se sob a forma de corredores e salões subterrâneos, alguns de grande extensão. A caverna pode ser preenchida por ar, e o rio toma a aparência de um rio exterior, intensificando o processo de erosão, e é neste momento que começa a se formar os espeleotemas  Nas cavernas calcárias, ocorre a infiltração das águas superficiais ou de lençóis de água subterrânea, carregadas de bicarbonato de...
tracking img