Geografua

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5199 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
8º ano

Distribuição da população

População absoluta: total de habitantes de uma região.
Área atrativa: área da superfície terrestre que reúne as condições necessárias à sobrevivência humana. Situam-se normalmente no litoral e nas grandes cidades e nos países com condições favoráveis à existência de focos populacionais.

Foco populacional: grande área de concentração humana.
Ecúmena:parte da superfície terrestre mais densamente povoada pelo ser humano.

A população absoluta concentra-se em áreas atrativas que provocam focos populacionais que correspondem à ecúmena.

Países mais populosos: China, Índia, EUA.


Áreas repulsivas: área que não apresenta condições favoráveis à sobrevivência do Homem, logo são muito pouco habitadas.
Anecúmena: área mais escassamente povoada dasuperfície terrestre.
Vazios humanos: regiões onde a população não se fixou.

As áreas repulsivas correspondem às anecúmenas. Estes lugares são vazios humanos.

Principais áreas repulsivas: Deserto da Namíbia, Antártida, Himalaias

Apesar dos fatores repulsivos, há povos nativos que se adaptaram às áreas repulsivas e praticam o nomadismo pastoril.


População relativa ou densidadepopulacional

Quando esta é elevada dá origem a concentrações populacionais, que correspondem à ecúmena.

Densidade populacional = nº de habitantes

Os continentes mais povoados são a Ásia e a Europa, seguido da América, da África, da Oceânia e da Antarctida.

Os grandes focos populacionais localizam-se na Ásia Meridional e Oriental, na Europa, na costa atlântica da América do Norte, na AméricaCentral, no centro-este da América do Sul, na África Oriental e no golfo da Guiné.









Evolução da população

Verificou-se um grande aumento da população no sec. XX.

Países desenvolvidos: “países do Norte”; altos níveis de vida; considerável riqueza; elevados níveis de consumo energético; altos níveis de instrução.

Países em desenvolvimento: “países do Sul”; francodesenvolvimento industrial; forte exploração dos recursos; nações muito pobres. Desequilíbrio entre o crescimento demográfico (rápido) e o crescimento económico (lento).

Indicadores demográficos

>Natalidade – é o nº de nados-vivos, em valor absoluto, ocorridos num ano, numa região. É alta nos países em desenvolvidos e baixa nos desenvolvidos.

Nos países desenvolvidos:

1. A utilização demétodos contracetivos;

2. O casamento tardio;

3. O trabalho feminino;

4. Aumento de custos por causa dos filhos;

5. A diminuição da taxa de Natalidade infantil;

6. Políticas antinatalistas;

Evitam as taxas de natalidade elevadas, enquanto nos países em desenvolvimento, a falta destes fatores provoca o contrário.

>Fecundidade

Índice de renovação de gerações - nºde filhos que cada mulher deve ter para que a geração se renove. O valor deveria ser de 2.1 para o mínimo de renovação das gerações.

Total de Nados vivos x 1000
Total de mulheres dos 15 aos 49 anos

>Esperança de vida – nº médio dos anos de vida de uma população, num determinado período de tempo e lugar. É mais elevada:

• Nas mulheres.

• Nos países desenvolvidos(com acesso a medicamentos, serviços médicos…).

Nos países desenvolvidos -› 50 anos.

>Mortalidade – nº total de óbitos ocorridos, num ano, numa determinada região.

Taxa de mortalidade

Nº óbitos x 1000
População absoluta

A taxa de mortalidade tem vindo a diminuir nos países desenvolvidos graças:

1. Aos progressos na medicina.

2. À melhoralimentação.

3. Às melhores condições de higiene.

Nos países em desenvolvimento, a taxa de mortalidade é muito elevada porque estas condições não se verificam.



>Mortalidade infantil

Taxa de mortalidade infantil

Nº óbitos de menores de 1 ano x 1000
Nascidos vivos

Nos países em desenvolvimento há uma taxa de mortalidade infantil elevada porque:...
tracking img