Geografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A redução das consequências dos efeitos dos riscos ambientais depende, sem margem para dúvidas, do conhecimento das condições naturais do território e das marcas que o homem lhe imprimiu, já que só assim se pode implementar uma política de ordenamento do território minimizadora dos custos sociais e económicos (L.Faugéres, 1991; R. Bryan, 1991; F. Rebelo, 1994, 2001; R. Neboit-Guilhot, 1991).Neste sentido, o conceito de risco ambiental é perspectivado como resultante da conjugação de dois outros tipos de risco: - O risco natural, que se associa ao comportamento dinâmico dos sistemas naturais, ou seja, ao seu grau de estabilidade/instabilidade expresso na frequência de ocorrência de episódios críticos, de curta ou longa duração; O risco tecnológico, definido como a probabilidade deocorrência de eventos nocivos para a vida, a curto, médio e longo prazo, como consequência das decisões de investimento na estrutura produtiva. A análise dos riscos tecnológicos implica uma avaliação da probabilidade de ocorrência de eventos críticos de curta duração e com graves impactos imediatos, como explosões, vazamentos ou derrame de produtos tóxicos, assim como uma avaliação da contaminação alongo prazo dos sistemas naturais, por lançamento e deposição de resíduos do processo produtivo;

A noção de risco ambiental é diferente da de catástrofe, já que esta última implica, geralmente, a perda de vidas humanas ou, então, perdas consideráveis de bens materiais, impedindo o normal funcionamento de uma comunidade.
A avaliação deste tipo de risco, enquanto previsão da possibilidade do seuaparecimento e continuidade no espaço e no tempo, compreende dois aspectos indissociáveis: um primeiro, temporal, que só pode ser resolvido pelo conhecimento do mecanismo que origina o risco e do comportamento dos factores que intervêm, qualitativa e quantitativamente, no seu desencadeamento e evolução; um segundo, puramente espacial, que apenas pode ser solucionado através de uma cartografia. Assim,a prevenção dos riscos ambientais implica que se saiba onde vão correr, ou têm probabilidade de se produzir (P. Guéremy, 1987; A. Journaux, 1987, 1989), pelo que é necessário determinar as condições favoráveis ao seu desencadeamento. De facto, com maior ou menor dificuldade, segundo os tipos de instabilidade ambiental, é possível localizar os sectores onde há maior probabilidade de ocorrência e,a partir daí, agir para evitar ou reduzir os seus efeitos. É necessária, por isso, a elaboração de mapas cujo conteúdo, escala e modo de representação podem diferir em função dos objectivos e dos destinatários (J. C. Flageollet, 1989).

A definição oficial dos termos utilizados na avaliação de riscos foi estabelecida numa convenção internacional organizada pela United Nations Disater ReliefCo-ordinator (UNDRO, 1979). A Figura 1 sistematiza o modelo conceptual do risco, de onde se destacam alguns elementos fundamentais: a Perigosidade, entendida como a probabilidade de ocorrência (avaliada qualitativa ou quantitativamente) de um fenómeno com uma determinada magnitude (a que está associado um potencial de destruição), num determinado período de tempo e numa dada área; os Elementos emrisco (ou Elementos vulneráveis), representados pela população, equipamentos, propriedades e actividades económicas vulneráveis num território; e a Vulnerabilidade, correspondente ao grau de perda de um elemento ou conjunto de elementos vulneráveis, resultante da ocorrência de um fenómeno (natural ou induzido pelo Homem) com determinada magnitude ou intensidade. Neste contexto, o risco é entendidocomo a probabilidade de ocorrência de um efeito específico causador de danos graves à Humanidade e/ou ao ambiente, num determinado período e em circunstâncias determinadas. Por outras palavras, o risco exprime a possibilidade de ocorrência, e a respectiva quantificação em termos de custos, de consequências gravosas, económicas ou mesmo para a segurança das pessoas, em resultado do desencadeamento...
tracking img